FITNESS NA TERCEIRA IDADE

 

atividade-fisica-na-terceira-idade

FITNESS NA TERCEIRA IDADE

 

A terceira idade já não é mais a mesma. Aquela imagem de velhinhos sentados na praça, dando comida aos pombos, já faz parte do passado. Hoje, o que se vê são idosos totalmente ativos e cada vez mais presentes em academias. E nada de pensar que é apenas pela saúde! Assim como os mais novos, eles querem ficar em forma.

A idade traz muitas mudanças em nossas vidas, dentre elas, a queda da capacidade física. O que antes parecia fácil, como subir um lance de escada, se aproxima muito de um martírio quando estamos um pouco mais velhos. E é exatamente aí que a prática de exercício faz toda a diferença.

idosos-academia-4361
Vale lembrar que, de uma maneira geral, esse grupo não está proibido de praticar nenhuma atividade. A não ser, é claro, que exista algum tipo de restrição médica. Além disso, especialistas afirmam que o convívio social também é um outro ponto que pode ser levado em consideração. O contato com pessoas diferentes e a preservação de uma rotina ativa, faz com que os idosos se sintam bem psiquicamente.

A dica é que você procure o seu médico e veja qual o exercício que mais se adapta ao seu estilo e a sua rotina. O mais importante é estar em movimento, cuidar da saúde e, é claro, manter a boa forma!

Dados estatísticos do IBGE apontam que entre 1997 e 2007, a população idosa cresceu num ritmo até três vezes maior que a população total do Brasil e houve registro de aumento da expectativa de vida da população. A média brasileira saltou de 69,3 anos em 1997 para 72,7 anos em 2007.

fitness

Diante de tal quadro, pensar em programas de exercícios, alimentação e condicionamento tornou-se indispensável para todos aqueles que trabalham com a saúde das pessoas.

Com a chegada da melhor idade o corpo sofre algumas transformações:

Redução da força.
– Redução do volume muscular.
– Aumento do tecido não contrátil (gordura e tecido conectivo) no músculo.
– Redução na área de secção transversa do músculo esquelético, tem início aos 25 anos e se torna mais pronunciada a partir da 5 década de vida
.

O exercício físico regular pode reduzir potencialmente o risco de doenças cardiovasculares, osteoporose, fraturas de bacia, e a diminuição da capacidade física funcional. Mesmo as pessoas idosas aumentam a sua força, equilíbrio e resistência com a prática de atividades físicas. De uma maneira geral o que muda no programa de exercícios do idoso é a percepção do exercício e os objetivos, que devem ser traçados levando em consideração cada caso.

Há, evidentemente, alguns cuidados que devem ser redobrados:  Sempre é necessário observar o quadro clínico da pessoa pois é comum o idoso apresentar mais de uma patologia e levar em conta os efeitos da medicação em uso com atividade física e sempre que possível a troca de informações na evolução das atividades físicas com o médico (Algo que pode ser feito pela própria pessoa).

 

 

Texto: Fábio Bouças

Imagens : Divulgação

foto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s