PRÊMIO SHELL DE TEATRO ANUNCIA VENCEDORES DE SUA 27ª EDIÇÃO

logo alto impacto_2

BLOG

20150310_222137_HDR

 PRÊMIO SHELL DE TEATRO ANUNCIA VENCEDORES 

 27ª EDIÇÃO

O Prêmio Shell realizou, no último dia 10, evento de premiação aos melhores do teatro em 2014, na cidade de São Paulo. Uma festa que celebra o teatro e o talento dos profissionais que atuam nessa área, num mundo em que raramente um artista consegue o merecido reconhecimento pelo seu trabalho.

 20150310_222152_HDR

O glamour faz parte da premiação, que recebeu convidados e concorrentes no Espaço Villa Vérico, com um coquetel chique e delicioso. O grande mérito do Prêmio Shell, no entanto, está na valorização do artista brasileiro, seja ele famoso ou não.

A cerimônia foi apresentada pela atriz Mariana Lima, eleita melhor atriz na edição de 2011 da premiação por sua atuação em “Pterodátilos”.

Mariana estava emocionada e a entrega dos Prêmios é sempre um momento especial porque em alguns prêmios o artista já sabe que foi o escolhido, já no Shell a abertura dos envelopes é na hora da entrega das estatuetas.

O Shell consagrou o trabalho de profissionais em nove categorias: Autor, Diretor, Ator, Atriz, Cenário, Iluminação, Música, Figurino e Inovação. Os vencedores receberam uma escultura criada pelo artista plástico Domenico Calabroni, na forma de uma concha dourada, inspirada no logotipo da Shell, além de R$ 8 mil (oito mil reais).

O Prêmio Shell de Teatro foi criado em 1989 e acontece no Rio e São Paulo. Em cada edição, são divulgadas duas listas de indicados ao longo do ano, com as peças que estrearam no primeiro e no segundo semestre.

Vencedores:

Júri: Carlos Colabone, Evaristo Martins de Azevedo, Lucia Camargo, Mario Bolognesi e Renata Melo.
Autor: Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez por “Pessoas Perfeitas”

Direção: Silvana Garcia por “Não vejo Moscou da janela do meu quarto”

Ator: Rubens Caribé por “Assim é (se lhe parece)”

Atriz: Denise Del Vecchio “Trágica.3”

Cenário: Marco Lima por “Caros Ouvintes”

Figurino: Glória Coelho por “Trágica.3”

Iluminação: Beto Bruel por “Não vejo Moscou da janela do meu quarto”

Música: Ricardo Severo por “Caros Ouvintes”

Inovação: Cia Pessoal do Faraoeste pelo trabalho de ocupação e intervenção social e artística que contribui para transformação e revitalização urbanas da região da Luz.

Homenagem Especial: César Vieira pela trajetória artística junto ao Teatro União e Olho Vivo e atuação política na defesa da classe teatral.

 

 

 Por Nanda Rovere

10928848_440169949472329_4709229467753456317_n

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s