EDUARDO SAVOIA O COMENTARISTA ESPORTIVO IRREVERENTE QUE NÃO TEM MEDO DE FALAR O QUE PENSA

foto

EDUARDO SAVOIA 

O COMENTARISTA ESPORTIVO

IRREVERENTE QUE NÃO TEM MEDO DE FALAR O QUE PENSA

O irreverente corinthiano solitário, ex-baladeiro, adepto ao título de namorador assumido, além de inteligente é dotado de um intenso senso de humor, estou me referindo a José Eduardo Savoia.

Conheço esse jornalista há aproximadamente três anos e por motivos inerentes à razão humana nos mantivemos sempre distantes, sendo esta a primeira vez que pude realmente conhecer a pessoa encantadora, carismática e portadora de uma conversa para lá de agradável.

Seus amigos de infância costumam referir-se a ele com carinho e com um toque de saudosismo ao lembrarem a época em que saíam para “aprontar todas” pela cidade de São Paulo.

Com um sorriso aberto e a disposição de quem nasceu para não perder tempo na vida, qualidade herdada de seu pai, traçou para si uma trajetória rumo ao seu objetivo, tornando-se um conceituado jornalista esportivo.

Atuou como repórter na Rede Globo, Rede Bandeirantes, pela extinta Manchete (hoje Rede TV), TV Gazeta,   jornal O Estado de S. Paulo e Jornal da Tarde, passou pelas rádios Jovem Pan AM, e Globo AM, e hoje atua nas rádios Record AM, e Transamérica FM, e nas TVs Record e Record News.

 foto222222

Por intermédio do Milton Neves, em 2005, retornou (nos anos 90 trabalhou com Osmar Santos na emissora) para o time da Record onde brilhou, por anos, nos programas Debate Bola e Terceiro Tempo, da Rede Record de Televisão, e no Golaço, da Rede Mulher (atualmente, Record News), firmando-se por seu talento na Record, na Barra Funda, em São Paulo, SP.

foto5555

O homem solitário assumido abdica desse título quando o assunto é seu pai, que faleceu em 13 de agosto de 2012, aos 86 anos, enquanto cobria os jogos olímpicos, ou quando se fala em Luca Marchione, seu único filho, jogador profissional de futebol.

foto000000000000000

Hoje, aos 62 anos de idade, continua a todo vapor. Recentemente renovou seu contrato com a Record por mais três anos, carimbando suas passagens para as próximas coberturas dos grandes jogos que já estão programados para acontecer.

Seu jeito de sempre falar o que pensa, seja sobre política ou esquemas de empresários que aliciam jogadores, contribuiu para aumentar ainda mais sua credibilidade e sua popularidade junto aos seus fãs que, em virtude dessa postura, não se limita somente aos amantes do futebol.

foto8888

Em entrevista ao Blog Cris Bortolossi, Savoia fala sobre assuntos variados e, claro, sobre futebol. Confira!

linjkkkk

Blog Cris Bortolossi: Em sua concepção, quem é José Eduardo Savoia?

Savoia: Alguém do bem. Só procuro fazer o que é certo.

Blog Cris Bortolossi: Como surgiu a vontade de ser jornalista?

Savoia:Sonho de criança.

Blog Cris Bortolossi: Qual sua maior gafe e seu maior acerto na área jornalística? Na sua profissão, do que você mais se orgulha?

Savoia: Devo ter cometido algumas, mas não me lembro de algo que seja significativo.

Alegro-me em não ter ficado “parado no tempo”. No jornalismo, como na vida,  o jovem profissional tem se mostrado muito bem preparado (com dois ou mais idiomas na bagagem,  nível cultural acima da média e domínio tecnológico). Para sobreviver nesse mercado cada vez mais competitivo, o chamado “veterano” precisa se atualizar, é o que sempre tento fazer.

Blog Cris Bortolossi: Você já se interessou por outros ramos do jornalismo? Já trabalhou em outras áreas?

Savoia: Já. No começo, me fascinavam as reportagens policiais. No meu começo de carreira, nas redações, costumava-se dizer que quem faz polícia e esportes faz qualquer segmento jornalístico. Verdade! Na minha época, polícia e esporte eram (e hoje ainda são) “uma” excelente escola.

Blog Cris Bortolossi: Como você se sente sendo uma das atuais referências e inspirações para jovens apaixonados por jornalismo esportivo?

Savoia: O que mais me orgulha é saber que as pessoas me veem como um profissional independente, correto, honesto, imparcial. O resto é uma questão de gosto. Tem gente que gosta do meu trabalho, tem gente que não gosta, como em qualquer profissão.

Blog Cris Bortolossi: Hoje você é um dos mais conceituados jornalistas do Brasil e já trabalhou em outras grandes empresas além da Record, qual ou quem foi a sua inspiração para você ter se tornado esse grande jornalista?

Savoia: Meu pai, José Savoia.

Blog Cris Bortolossi: Além da Rede Record, você apresenta também um programa na Rádio Transamérica, fale um pouco sobre esse trabalho.

Savoia: Rádio é uma paixão antiga. Até hoje ouço rádio AM e FM (a Transamérica é FM 100,1 em São Paulo). E agora, com as redes sociais você tem o retorno do seu trabalho imediatamente. Na Transamérica, o diferencial é o equilíbrio entre a informação e o bom humor e uma equipe que pauta também pelo equilíbrio entre veteranos e jovens, além do ambiente de trabalho fantástico. O Eder Luiz, pela Mídia Mix, e os executivos da Transamérica, Luis Guilherme Albuquerque e Arnaldo Curiatti, são pessoas fantásticas no  trato com as pessoas. Isso torna tudo mais fácil e melhor para todos. Além da audiência fantástica, é muito bom trabalhar num ambiente sadio.

Blog Cris Bortolossi: Em sua opinião, quem é o melhor jogador do momento, ou pode-se dizer, de todos os tempos?

Savoia: Não há um melhor, há vários! Os lembrados por todos, como Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar, e muitos outros num patamar bem próximo. Gosto muito do Tony Kross, Iniesta, entre tantos. Quanto ao melhor de todos os tempos, Pelé, que, aliás, não tinha a mesma mídia que os jogadores de hoje têm. Em tempo: na época em que jogou, Pelé e seus contemporâneos não contavam com campos tão bons, materiais e bola com a tecnologia de hoje, que ajudam, e as arbitragens não puniam tanto a violência como ocorre hoje. É por isso que eu costumo dizer que não se pode comparar épocas.

Blog Cris Bortolossi: Você pode citar algum novo talento despontando como craque do futebol brasileiro para os próximos anos?

Savoia: Gênio, nenhum. Futuros craques, alguns.

Blog Cris Bortolossi: Qual o time mais tático que você já conheceu?

Savoia: Seleção da Holanda de 1974. Foi a maior revolução tática que eu vi. Os conceitos de Rinus Mitchel, técnico da época, até inspiram o Barcelona e outras equipes de ponta da Europa.

Blog Cris Bortolossi: Quem ama futebol sente uma emoção especial quando está no estádio junto com a torcida e toda a atmosfera contagiante. Neste sentido, qual foi o momento de maior êxtase que você já presenciou?

Savoia: Não foi bem um êxtase, mas um sentimento estranho, misto de tristeza e decepção. A derrota para a Itália, 3 x 2, no extinto estádio Sarriá, em Barcelona, na Copa de 1982. A Seleção do Telê encantou o mundo e a nós, jornalistas. É aquela história do bom ambiente. Falcão, Zico, Sócrates, Júnior, Serginho Chulapa e Eder, além de tudo, eram amigos, e jogavam muito. Foi uma grande decepção (e por que não dizer injustiça), aquele time não ter sido campeão.  Fora isso, fica na minha lembrança, a invasão corinthiana ao Maracanâ na semifinal do Campeonato Brasileiro de 1976. A torcida do Corinthians dividiu o estádio com a do Fluminense. Isso jamais vai se repetir!

Blog Cris Bortolossi: Na sua opinião, qual time brasileiro tem mostrado mais evolução tática e técnica? E no restante da América do Sul?

Savoia: O Corinthians do Tite, com certeza. Na América do Sul, a evolução tática tem sido muito maior do que no Brasil. Isso se comprova observando o desempenho das respectivas seleções como a do Chile, da Colômbia, e outras que, no passado, eram batidas facilmente pela Seleção Brasileira, até com goleadas.

Blog Cris Bortolossi: Com relação aos 7×1 que o time do Brasil vivenciou, você concorda com a opinião de vários técnicos e comentaristas de que existe uma grande disparidade tática entre Brasil e Europa? Será que ainda dá tempo para o Brasil se recuperar, e conseguir uma boa participação, e talvez, o título da Copa de 2018?

Savoia: Taticamente sim. Eu mesmo venho dizendo isso bem antes da Copa das Confederações. Hoje, o futebol não é mais só talento, individualidades. É o coletivo que define. O futebol competitivo é jogado num espaço muito menor, com as linhas (defesa, meio de campo e ataque) sempre próximas. Seja no campo defensivo ou no ofensivo, quem não tiver esse ‘balanço’, não ganha. Claro, se você contar com um gênio na sua equipe e tiver um esquema tático atual, esse gênio pode ser a diferença. Mas só o talento não é mais o bastante. Os 7 x 1 foram uma consequência de uma Seleção atualizada contra outra que jogava como fazia há duas décadas.

Blog Cris Bortolossi: Se você pudesse escalar jogadores para montar uma possível “Melhor Seleção Brasileira de todos os tempos” quais você escalaria?

Savoia: Como eu disse lá atrás, não dá para comparar épocas. Seria injusto com os jogadores do passado e com os jogadores do presente. Todos atuam ou atuaram em circunstâncias distintas.

Blog Cris Bortolossi: Você poderia contar sobre a história de Vagner Love que assinaria um contrato com o Corinthians, o que não aconteceu?

Savoia: Entrou para a história. Ele estava contratado pelo Corinthians. O próprio jogador e o André Sanches me  confirmaram na época. Claro, só faltava assinar. Mas o Wagner tinha a promessa dos russos de que ele seria liberado e, por isso, o autorizaram a negociar com o Corinthians, após 5 anos de Rússia. Só que um assessor de imprensa, chamado Farina, resolveu convocar uma entrevista coletiva no antigo páteo Terceiro Tempo. E pior,  meteu uma camisa do Corinthians no jogador com W. LOVE nas costas. Aí “ferrou” (essa é a melhor expressão, porque “ferrou” todo mundo). A imagem chegou a Moscou. Os russos (dizem que meteram uma metralhadora na mesa de negociações quando o jogador foi chamado para se explicar) cancelaram o negócio e obrigaram Love a jogar mais um tempão no CSKA. Muito esperto, o Milton Neves (meu amigo até hoje) jogou a bomba nas minhas costas. Rendeu muita audiência para o Debate Bola da Record, na época. Até hoje me sacaneiam por causa disso, mas eu levo na boa.

Blog Cris Bortolossi: Seu contrato acabou de ser renovado com a Record por mais três anos e você fará parte da equipe que cobrirá o Pan-Americano de Toronto, este ano, que é exclusivo da Record, e as Olimpíadas do Rio de Janeiro, que dividirá com a Globo e a Band, qual é a sua expectativa?

Savoia: Ah, demais! Uma grande cobertura! A Record tem pessoas competentes. Douglas Tavolaro está revolucionando a Record, partindo para uma grade de sucesso. Na equipe têm o Toninho Neves, um dos caras que mais conhece esporte e jornalismo, de TV, principalmente, eu, pelo que me disseram, o Sérgio Hilinsky e o Grego. Na reforma de contrato, vou comentar o futebol ao lado de um ex-jogador que será contratado (não me pergunte quem porque não sei). Na Olimpíada de Londres fiz uma parceria interessante com o Romário e com o Renê Simões, técnico do Botafogo do Rio, atualmente. Aliás, Renê é um dos que mais conhecem futebol. Foi uma experiência interessante também para mim. E trabalhar numa Olimpíada é sempre interessante!  Já trabalhei em três: Los Angeles, em 1984; Barcelona, em 1992; Londres, 2012, fora as coberturas de Copas do Mundo desde 1978, na Argentina.

Blog Cris Bortolossi: O que você espera, quanto ao seu futuro, no jornalismo esportivo?

Savoia: Não costumo fazer projeções. Procuro sempre fazer o melhor e deixar o futuro para lá. Deus já me deu mais do que eu merecia. Trabalho para duas grandes empresas e sinto-me querido em ambas. Tenho saúde e um filho que só me dá alegrias. Vou querer mais o quê?

Blog Cris Bortolossi:Qual a sua maior satisfação em seu histórico no jornalismo esportivo?

Savoia: Ser reconhecido como alguém imparcial, de credibilidade.

Blog Cris Bortolossi: Descreva, com apenas uma palavra, o que significa cada uma dessas pessoas para você: Galvão Bueno; Renata Fan; Milton Neves; Silvio Luiz; 
Paulo Morsa; Luciano do Valle

Savoia:

       Galvão Buenos – Eclético (narra tudo, e bem)

       Renata Fan – Determinada (pessoa séria, nunca usou a beleza para crescer).

       Silvio Luiz –  Diferente (ninguém narra como ele, sempre gostei do estilo).

       Paulo MorsaShow (sabe intercalar brincadeira e coisa séria na hora de falar).

       Luciano do Valle – Visionário (esteve sempre à frente de seu tempo, como narrador ou como homem de negócios no esporte).

       Mílton Neves – Polêmico (possui raciocínio rápido, é um provocador inteligente). Usa tais ferramentas em benefício próprio, ou seja, é um marqueteiro nato, um dos motivos que ficou rico.

Blog Cris Bortolossi: E o que se passa na cabeça do pai do Luca Marchione, jogador profissional?

Savoia: Respeito a escolha dele, mas avisei (e o Muricy Ramalho também, quando Luca tinha só 12 anos) que a conta de filho de alguém que milita no futebol é sempre maior do que a conta de filho de alguém anônimo. Luca sempre soube disso, aliás, nós dois procuramos não misturar as coisas. Eu faço a minha, Luca faz a dele. Ele mesmo quer que seja assim, quer vencer por seus méritos. Até o sobrenome ele mudou: saiu o Savoia (do pai), entrou o Marchioni (da mãe). Achamos melhor assim!

Blog Cris Bortolossi: Para encerrar, deixe uma mensagem para todos os seus fãs, para as pessoas que pretendem ter o jornalismo como profissão e , talvez, para uma pessoa especial.

Savoia: Prepare-se para uma vida difícil, porém prazerosa. Leitura é fundamental; outros idiomas, idem! Estude muito, se informe ao máximo! Direcione seu trabalho para você. Seja exigente com você mesmo tendo em mente que a carreira é cheia de obstáculos, daí a necessidade de se amar a profissão!

Por: Cristiane Bortolossifoto-41

3 comentários Adicione o seu

  1. Daniel disse:

    uau, excelente entrevista, adorei

    Curtir

  2. Janice Picchi disse:

    Cristiane, parabéns pela matéria, ficou muito boa!

    Curtir

    1. Obrigada Janice, mas tenho que admitir que o entrevistado ajuda muito rsss… bj no coração

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s