QUER SABER COMO AMPLIAR SUAS FRONTEIRAS E EXPANDIR SEUS HORIZONTES? LEIA….

IMG_5595

QUER SABER COMO AMPLIAR SUAS FRONTEIRAS E EXPANDIR SEUS HORIZONTES? LEIA….

           A leitura é um fenômeno muito complexo que nos fornece inúmeras possibilidades de entendimento e não se limita apenas a decifrações de sinais gráficos, é muito mais do que isso, exige do leitor uma participação ativa levando-o à construção do conhecimento e à prática da criatividade.IMG_5598

                  O ato de ler exerce grande influência sobre a postura de uma pessoa, ampliando suas fronteiras e expandindo seus horizontes, e com isso, seus interesses e necessidades também aumentam. Quando lemos, nosso imaginário nos transporta para vários lugares do mundo onde temos contato com outras culturas, outros idiomas; participamos de outras histórias em outras épocas onde podemos nos tornar super-heróis, princesas, reis; sentimos-nos poderosos, sensatos, humildes, gananciosos; sentimos alegria, tristeza, saudade, desprezo, solidão; somos nós mesmos e várias outras pessoas vivendo em nós.

                  Desde os primeiros contatos com o mundo tentamos dar sentido e compreender tudo ao nosso redor. Aprendemos a ler os sinais que nos são enviados por quem nos acalenta e alimenta; pelo tom de voz que nos nega algo ou concorda conosco; pelo olhar meigo ou severo quando fazemos algo certo ou errado. Esse é um processo natural de aprendizagem, porém tão complexo como a vida e, conforme vamos crescendo, vamos melhorando o aprendizado da leitura: pelas figuras, pela escrita, pela escola, pelo mundo. Assim, vamos aprendendo a ler, lendo; ou melhor, vivendo.

IMG_5600

                  Quando começamos a nos interessar por livros ficamos fascinados pelo tanto de mistérios que temos a desvendar. Nas páginas de um livro alimentamos nosso imaginário com os segredos do mundo, e nesse processo vamos desenvolvendo novas capacidades de leituras e adquirindo novos conhecimentos.

                  Ao falarmos sobre conceito de leitura, pensamos naturalmente na decifração da escrita e em darmos formas a ela, num vaivém de leitura e escrita, e escrita e leitura. Não podemos negar essa ligação: quanto mais se lê, mais se aprende a escrever e quanto mais se escreve, mais se desenvolve a prática da leitura. Saber ler e escrever já entre os gregos e romanos significava possuir as bases de uma educação adequada para toda a vida.

IMG_5599

                  Ler significa inteirar-se do mundo, participar de suas mudanças, tirar conclusões de uma situação em andamento; assumir os atos de uma personagem que nos transporta para dentro do enredo e, igualmente fascinante, descobrir nas entrelinhas os segredos das palavras. Quando lemos colocamos em ação três níveis inter-relacionados de leitura: o sensorial, o emocional e o racional.

                  No nível sensorial, sentimos a necessidade de manusear o livro, folhear suas páginas, sentir seu cheiro. No emocional, liberamos nossa fantasia como se estivéssemos na situação de outra pessoa, sentindo os mesmos sentimentos, amando ou odiando com a mesma intensidade. Já no nível racional, nos limitamos ao texto escrito, pela necessidade de memorizar algumas partes que nos são importantes ou apenas usando a reflexão para tentar decifrá-lo.IMG_5597

                  Esses níveis isolados apresentam aspectos altamente questionáveis, pois enfatiza o “imediatismo” (parte sensorial), o “conservadorismo” (parte emocional) e o “progressismo” (parte racional) que podem depreciar e diminuir o prazer da leitura, entretanto quando usamos os três níveis juntos, somos parte das histórias desses livros, manuseamos suas páginas com prazer, despertamos nosso imaginário e desvendamos seus mistérios. Quando lemos, entramos num processo permanente de interação entre sensações, emoções e pensamentos.

                  Ler um bom livro é como comer uma refeição muito gostosa quando estamos com fome; não queremos parar até chegar ao final; saboreamos cada garfada com enorme prazer. E quando terminamos, nossa fome está completamente saciada, porém em pouco tempo estamos ansiando por novo alimento.

Cássia Maria Braga de Almeida
67446_339331452867536_2085073785_n

Pedagoga, Psicopedagoga, graduada em Letras, pós-graduada em Ortografia e Texto da Língua Portuguesa e com especialização em Educação Especial – DM.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s