DICAS CULTURAIS, DIVIRTA-SE

IMG_6027

DICAS CULTURAIS

DIVIRTA-SE

Dicas de Teatro

AULA-MAGNA-COM-STÁLIN-foto-de-divulgação-890x395

Aula Magna com Stálin, de autoria do premiado romancista e dramaturgo britânico David Pownall, coloca em cena personagens que fazem parte da história da antiga União Soviética: o estadista Joseph Stálin, o seu secretário Andrei Jhdanov e os compositores Serguei Prokófiev e Dmitri Chostakóvitch.

Dividida em dois atos, a peça mistura momentos de densidade e violência, no primeiro ato, e outros momentos de humor, que satirizam a política russa, na segunda parte da encenação.

Ambientada na cidade de Moscou em 1948, na véspera da realização do Primeiro Congresso de Compositores da URSS, Aula Magna com Stálin fala do universo musical e tem como ponto de fundo o cotidiano de um país comunista, governado por um ditador.

A peça busca discutir a relação entre arte e poder através de personalidades que têm fundamental importância na história da antiga União Soviética no campo cultural e político.

Em cena, Andrei Jhdanov, responsável pela política cultural do país, convoca uma reunião com os músicos Serguei Prokófiev e Dmitri Chostakóvitch para juntos estabelecerem parâmetros para as ações artísticas de maneira que elas atendam os interesses do Estado.

O encontro, marcado para acontecer em um dos salões do Kremlin (sede do governo), é fictício, mas o autor procurou ser o mais fiel possível à conjuntura social e política da época.

A ideia de montar o texto, escrito em 1983 e ainda inédito no Brasil, foi do diretor William Pereira, que traduziu a obra em 1996 e desde então carrega o desejo de levá-la para os palcos.

O diretor William Pereira retorna ao teatro após anos de dedicação às óperas e diz que esse trabalho é o início de uma trilogia teatral com textos sobre música e compositores. “Se na ópera desvenda-se a teatralidade da música, em Aula Magna com Stálin o caminho é o oposto: buscar a musicalidade do teatro, do texto, das palavras da peça do dramaturgo britânico David Pownall, autor que é encenado pela primeira vez no Brasil”, diz o diretor.

Ficha Técnica e Serviço:

Autor: David Pownall

Tradução de William Pereira

Direção e cenografia: William Pereira

Diretora Assistente: Ângela Barros

Direção Musical e composições: Miguel Briamonte

Figurinos: Fábio Namatame

Iluminação: Caetano Vilela

Diretora de Produção: Flávia Furtado

Elenco:

Josef Stálin: Jairo Mattos

Andrei Jhdanov: Luiz Damasceno

Sergei Prokofiev: Carlos Palma

Dmitri Chostakovich: Felipe Folgosi

 Estreia dia 21 de maio de 2015 às 20h00.  CCBB SP – Centro Cultural Banco do Brasil – São Paulo. Temporada até 03 de julho de 2015. Quarta a sexta às 20h00. Ingressos: R$ 10,00/ R$ 5,00 (meia). Classificação: 16 anos/ Duração: 120 min. com intervalo/ Capacidade: 130 lugares. CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL – Rua Álvares Penteado, 112 – Centro. Próximo às estações Sé e São Bento do Metrô. Informações (11) 3113-3651/3652. Acesso e facilidades para pessoas com deficiência física // Ar-condicionado // Loja // Café Cafezal. www.bb.com.br/cultura   www.facebook.com/ccbbsp. Ingresso pela Internet: www.ingressorapido.com.br.  Estacionamento conveniado: Estapar Estacionamentos – Rua da Consolação, 228 (EdifícosZarvos). R$ 15,00 pelo período de 5 horas. Necessário carimbar o ticket na bilheteria do CCBB. Informações: (11) 3256-8935.

Translado Gratuito: Uma van faz o translado gratuito entre o Edifício Zarvos e o CCBB. No trajeto de volta, tem parada no Metrô República. Embarque e desembarque: Rua da Consolação, 228 (Ed.Zarvos) e Rua da Quitanda, próximo à entrada do CCBB.

 Galileu, Galilei

 Galileu, Galilei – O clássico de Brecht ganha montagem protagonizada por Denise Fraga.

Denise Fraga está ao lado de excelentes atores: Ary França, Rodrigo Pandolfo, Lúcia Romano, Maristela Chelala, Vanderlei Bernardino, Jackie Obrigon, Luís Mármora, Silvio Restiffe e Théo Werneck– como ator e músico. Direção de Cibele Forjaz.

A ideia da montagem surgiu quando Denise estava em cartaz com Alma Boa de Setsuan, obra também de Brecht.

A peça revê a trajetória do grande cientista italiano, que viveu no século XVII, e foi perseguido pela Santa Inquisição. Foi perseguido por suas descobertas como cientistas e considerado louco. Defendeu que o Sol é o centro do Universo e que a Terra gira em torno dele. A sua vida foi redesenhada por Brecht com humor e ironia.

Segundo release enviado à imprensa, o objetivo de Brecht foi discutir a figura de um herói, seu significado social, a discutível necessidade de sua existência numa sociedade que compromete sua liberdade em seus inevitáveis jogos de poder.

Denise declara que Brecht costumava falar em seus diários da necessidade de DIVERTIR PARA COMUNICAR e empregou essa receita em toda a sua obra. “Ele se faz valer de uma boa história, do humor e do entretenimento para deixar claras as suas ideias. A grande estrela de Galileu Galilei é o poder da palavra. A clareza de raciocínio, o humor, o fio inebriante por onde Brecht escolhe contar essa história nos leva passo a passo a um profundo estado de reflexão”, relata a atriz.

Vale ressaltar que a diretora Cibele Forjaz mostra como é feito um espetáculo para o público, pois são os atores os responsáveis pela manipulação do cenário e pela contrarregragem dos elementos de cena. Outro destaque é a trilha sonora: Lincoln Antônio e Théo Werneck criaram canções e deram nova roupagem às composições de Hanns Eisler, da obra original de Brecht.

Ficha Técnica e Serviço:

Direção Artística: Cibele Forjaz

Adaptação/Dramaturgia: Christine Röhrig, Cibele Forjaz, Maristela Chelala e Denise Fraga

Cenografia: Márcio Medina

Trilha Sonora: Lincoln Antônio e Théo Werneck

Iluminador: Wagner Antonio

Figurinista: Marina Reis

Visagista: Simone Batata

Preparação Corporal e Coreografia: Lu Favoretto

Preparação Vocal: Andrea Drigo

Assistente de Direção: Artur Abe e Ivan Andrade

Fotos: João Caldas

Programação Visual: Philippe Marks

Vídeos: Chico Gomes, Paulo Mosca, Bossa Nova Films

Produção Executiva: Lili Almeida

Direção de Produção: José Maria

Realização: NIA Teatro

Este Projeto foi realizado através da Lei Federal de Incentivo à Cultura

Apoio: PUC – Teatro TUCA – 50 anos

Transportadora Oficial: AVIANCA

Patrocínio Exclusivo: Bradesco

Realização: Ministério da Cultura e Governo Federal do Brasil – Pátria Educadora

Teatro Tuca (672 lugares). Rua Monte Alegre, 1024 – Perdizes. Informações: 3670.8455. Vendas: http://www.ingressorapido.com.br e 4003.1212. Bilheteria: de terça a domingo a partir das 14h. Aceita dinheiro e todos os cartões, crédito e débito. Não aceita cheque. Acesso para deficiente. Ar-condicionado. Vallet no teatro aos sábados e domingos – R$ 20. Estacionamento conveniado: Píer Park da Rua Monte Alegre, 835 – R$ 14. Sextas e Sábados às 21h00 | Domingos às 19h00. Ingressos: Sextas R$ 50 | Sábados e Domingos R$ 70. Duração: 140 minutos. Recomendação: 12 anos. Temporada: até 30 de Agosto.

Tudo Sobre os Homens expõe detalhes da vida cotidiana masculina com momentos de humor e também com cenas dramáticas. Do escritor croata Miro Gavran, a comédia, inédita no Brasil. ganhou tradução e adaptação do ator e diretor Flavio Faustinoni.

tudo sobre os homens

No elenco, além de Flavio Faustinoni, estão Juan Alba e Denis Victorazo.

Os atores vivem personagens que mostram diversas situações: a convivência entre três grandes amigos e sua separação; as dificuldades de um dono de boate de strip-tease masculino para encontrar bons profissionais; as relações familiares entre um pai e seus dois filhos, além do aparecimento de um ex-namorado na vida de um casal.

“Tudo Sobre os Homens propicia até ao espectador mais desavisado, verdadeiros momentos de humor, reflexão e prazer”, conta o diretor e tradutor Flavio Faustinoni.

Ficha Técnica e Serviço:

Elenco: Juan Alba, Denis Victorazo, Flavio Faustinoni. Direção: Flavio Faustinoni.

Codireção: Pedro Garrafa.

Iluminação: Carmine D’Amore.

Cenógrafo e Figurinista: Osvaldo Gonçalves.

Trilha Sonora: Aline Meyer.

Assessoria de Imprensa: Pombo Correio.

Comunicação Visual: Elemento Cultural – Dave Santos. Rino.com – Fernando Piccinini

Temporada até 28 de junho. Sábados às 20h00 e domingos às 18h00. Entrada: R$ 40. Duração: 70 min. Local: Teatro Livraria da Vila – JK Iguatemi Av. Juscelino Kubitschek, 2041. Lotação: 125 lugares. Produção: Elemento Cultural.

Para quem gosta de comédia, mais uma peçaA Banheira está em cartaz no Teatro Folha. Elenco: Anderson Müller, Wilson de Santos, Carol Mariottini, Romis Ferreira, Sara Freitas e Mauro Felix. Wilson de Santos dá um show no papel de transexual.

a banheira

Em cena, um pai de família, por fetiche, leva para casa uma amante? Em outro momento, um ladrão aparece na hora errada e a ambos prende no banheiro da residência?

Segundo matéria divulgada pela assessoria de imprensa do espetáculo, a peça é de apelo popular e tem uma autêntica ode ao humor que ao mesmo tempo em que leva o expectador a desmanchar-se em gargalhadas, certamente o faz também refletir sobre muitos valores sociais e morais que estão presentes na arte diária de convivência humana.

Ficha Técnica e Serviço:

Texto: Gugu Keller

Direção: Alexandre Reinecke

Elenco: Anderson Müller, Wilson de Santos, Carol Mariottini, Romis Ferreira, Sara Freitas e Mauro Felix

Cenário: Mira Andrade

Figurinos: Paula Sabbatini

Luz: Darihel Sousa

Som: Fábio del Mazza

Design gráfico: Victor de Castro Garcia

Fotos: Priscila Prade

Assistente de direção: Dani Mustafci

Produção executiva: Orlando Vieira

Produção e assessoria: Kall Rodrigues

Colaboração: Cynthia Azevedo

Direção de produção: Val Keller

Realização: Marias Produções

Shopping Pátio Higienópolis – Av. Higienópolis, 618. Informações: (11) 3823-2323. Vendas: (11) 3823.2423 / 3823.2737 www.teatrofolha.com.br. Venda de espetáculos para grupos e escolas: (11) 3104-4885. Bilheteria: de terça a quinta, das 15h às 21h; sexta, das 15h às 21h30; sábado, das 12h às 00h; e domingo, das 12h às 20h | Estacionamento do Shop: R$ 13 (primeiras duas horas).Não aceita cheques / Aceita os cartões de crédito: todos da Mastercard, Redecard, Visa, Visa Electron e Amex / Clube Folha 50% desconto. Sexta às 21h30 | Sábado às 20h00 e 22h00. Domingo às 20h. Ingressos: Sexta R$ 50 (setor 2) e R$ 60 (setor 1). Sábados e Domingos R$ 50 (setor 2) e R$ 70 (setor 1). Duração: 75 minutos. Recomendado: 14 anos. Temporada: até 28 de junho.

Palavra Cantada Sem Pé Nem Cabeça – o musical traz as canções da dupla Palavra Cantada, de Sandra Peres e Paulo Tatit, as quais são interpretadas por atores, cantores e bailarinos que levam o público para um mundo de fantasia e que traz como inspiração as criações musicais dos artistas que conquistaram as crianças.

palavra cantada sem pé nem cabeca-1

O musical mostra as aventuras de Pauleco e Sandreca, (bonecos de manipulação de 1m40) que decidem seguir a jornada do Rato em busca de uma noiva ideal. Como na composição de Sandra e Tattit, ele quer se apaixonar e casar.

Além do rato, Pauleco e Sandreca convivem com outros personagens: os Pés, o Zangão, o Seu Minhoco e a Dona Minhoca, os Cozinheiros da Sopa do Neném, a Bruxa Feia e a Rata.

A dupla não está em cena, mas as suas canções ganham vida através de artistas competentes e que dão uma roupagem nova aos sucessos de Sandra e Tattit.

Uma produção competente, com artistas de talento e que com certeza agrada fãs da Palavra Cantada, claro, mas também quem não conhece a dupla de artistas. Em cena, uma viagem a um mundo lúdico, poético e divertido.

Ficha Técnica e Serviço:

Concepção, Direção Geral e Texto: Marilia Toledo

Coreografias e Codireção: Fernanda Chamma

Elenco: Alessandra Lyra, Anderson D´Kássio, Andressa Andreatto, Daniel Almeida, Diego Biaginni, Elber Marques, Gerald Gonçalves,

Gilson Ajala, Maria Clara Manesco, Ruy Brissac, Simony Lino, Thais Piza, Thalyta Medeiros, Willian Sancar

Assistência de Direção e Preparação de Elenco: Daniela Cury

Assistência de Coreografia: Alessandra Regis

Direção Musical, Arranjos e Trilha Sonora Incidental: Jonas Tatit e Wem

Arranjos Vocais e Preparação Vocal: Carlos Bauzys

Criação de Figurinos: Isabela Teles

Cenários e Adereços: Maracujá Laboratório de Artes

Ilustrações Palavra Cantada: Laurent Cardon

Fotógrafo: Caio Galucci

Produção Geral: Sandro Chaim

Teatro Shopping Frei Caneca (600 lugares). Rua Frei Caneca, 569 – 7° andar. Informações: 3472-2229 / 3472-2230. Bilheteria: de terça a domingo, a partir das 13 até o inicio do espetáculo.*No dia em que não houver espetáculo a bilheteria funciona até as 19 h00. Aceita dinheiro e cartões Visa e Mastercard. Não aceita cheque. Vendas: http://www.ingressorapido.com.br / 4003-1212. Sábados às 16h00 | Domingos às 15h30. Ingressos: R$ 50 a 80. Duração: 60 minutos. Classificação Livre. Temporada: até 21 de Junho.

Para ir além do teatro:

Site faz homenagem a Flávio Império, um dos maiores nomes do nosso teatro na área de cenografia

Flávio Império 2

O espaço digital (www.flavioimperio.com.br), que traz um acervo com as criações do artista, a maioria para o teatro, é uma parceria do Itaú Cultural e da Sociedade Cultural Flávio Império. A curadoria é assinada por Vera Hamburger, Jacopo Crivelli Visconti e Humberto Pio Guimarães.

O site marca os 30 anos de ausência de Flávio Império, que se estivesse vivo completaria 80 anos de idade.

Entre os destaques estão desenhos de cenários e figurinos, depoimentos de artistas, fotografias, muitas inéditas, obras de Artes plásticas, projetos arquitetônicos, críticas, textos e planos de aula para a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP.

Sobre o artista

Flávio Império foi um dos fundadores do Teatro de Arena nos anos 1960, ao lado de Gianfrancesco Guarnieri e Augusto Boal. Trabalhou no Oficina, com Zé Celso Martinez Correa, e foi responsável pela cenografia de peças importantes, como Um Bonde Chamado Desejo, de Tennesse Williams, Roda Viva, de Chico Buarque, A Falecida, de Nelson Rodrigues, e Labirinto, com Walmor Chagas. Assinou também cenários de grandes shows dos anos 1970, merecendo destaque Pássaro da ManhãRosa dos Ventos e Vinte Anos da Paixão, de Maria Bethânia.

Itaú Cultural

Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô

Fones: 11. 2168-1776/1777

atendimento@itaucultural.org.br

www.itaucultural.org.br

www.twitter.com/itaucultural

www.facebook.com/itaucultural

www.youtube.com/itaucultural

www.flickr.com/itaucultural

Circuito São Paulo de Cultura, como o próprio nome diz, é um projeto que integra diversas atividades artísticas e leva apresentações gratuitaspara todas as regiões da capital.

circuito São Paulo de Cultura

Além da programação de música, teatro, dança e infantil, que foram áreas contempladas pelo programa em 2014, para este ano, o evento também oferece eventos de cinema, circo e literatura

https://www.facebook.com/circuitospdecultura?fref=ts

http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/noticias/?p=17484

http://circuitospdecultura.prefeitura.sp.gov.br/

 Alguns destaques em junho

 

Angela em voz e violão

Angela Maria apresenta o novo show, “Angela em voz e violão”, espetáculo em que é acompanhada pelo violinista Ronaldo Rayol. O repertório traz clássicos como “Gente humilde” e “Vida de bailarina”, músicas regravadas por ela no álbum mais recente, como “O portão” (Roberto e Erasmo Carlos), e canções de Cartola e Lupicínio Rodrigues.

> 60 minutos I Livre I Grátis (retirar com uma hora de antecedência)

Dia 02/06 – terça-feira, às 20h00 I Centro Cultural São Paulo

Dia 19/06 – sexta-feira, às 20h00 I Teatro Flávio Império

Elke Maravilha

A presença marcante, a forte personalidade e a energia amorosa são os elementos desse show intimista. Entre textos e canções, com interpretações pessoais, a artista divide com a plateia suas experiências e entendimentos de vida. Acompanhada pelo violão, guitarra e voz de Adriano Salhab, Elke Maravilha encanta com sua perfomance ao vivo.

> 60 minutos I Livre I Grátis (retirar com uma hora de antecedência)

Dia 04/06 – quinta-feira, às 18h00 I Sala Olido

Dia 05/06 – sexta-feira, às 20h00 I Teatro Martins Penna

Dia 06/06 – sábado, às 21h00 I Teatro João Caetano

Zizi Possi

Os estudos musicais da artista começaram muito cedo: fez aulas de piano aos 5 anos e aos 18, em Salvador, cursou Composição e Regência na Universidade Federal da Bahia. O sucesso veio com “Pedaço de mim”, “Nunca”, “Esquece e vem” e “Asa Morena”. A apresentação traz canções famosas e também as novas criadas para o álbum “Tudo se transformou”.

> 60 minutos I Livre I Grátis (retirar com uma hora de antecedência)

Dia 13/06 – sábado, às 19h00 I Centro Cultural São Paulo

Dia 20/06 – sábado, às 18h00 I Sala Olido

Rêverie – Morena Nascimento

Idealização, direção geral e atuação: Morena Nascimento

Direção, criação e trilha sonora: Morena Nascimento e Carolina Bianchi

Dramaturgia: Carolina Bianchi

O processo teve início com o convite feito pelo festival que celebrou 40 anos da companhia de Pina Bausch, com quem a intérprete trabalhou por 3 anos. O solo parte da observação do trabalho de fotomontagens da artista alemã Grete Stern. E o espetáculo condensa experiências afetivas e explosões fulminantes de amor e desastres cósmicos.

> 45 minutos I 12 anos I Grátis (retirar com uma hora de antecedência)

Dias 05, 06 e 07/06 – sexta-feira e sábado, às 20h00, e domingo, às 19h00 I Teatro Zanoni Ferrite

Dias 12, 13 e 14/06 – sexta-feira e sábado, às 21h00, e domingo, às 19h00 I Teatro João Caetano

Dias 26, 27 e 28/06 – sexta-feira e sábado, às 21h00 e domingo, às 19h00 I Teatro Alfredo Mesquita

Vidas privadas

Direção: José Possi Neto

Elenco: Lavinia Pannunzio, José Roberto Jardim, Daniel Alvim e Maria Helena Chira

Texto: Nöel Coward

Adaptação: Marcos Renaux

Comédia sobre a história de um casal divorciado há cinco anos, que, ao se reencontrar durante a lua de mel, com seus respectivos novos pares, vê o amor renascer. Eles resolvem fugir para Paris e o fato desencadeia uma hilária trajetória com diálogos divertidíssimos.

> 90 minutos I 12 anos I Grátis (retirar ingressos com uma hora de antecedência)

Dias 05, 06, e 07/06 – sexta-feira e sábado, às 21h00, e domingo, às 19h00 I Teatro Alfredo Mesquita

Dias 12, 13, e 14/06 – sexta-feira e sábado, às 20h00, e domingo, às 19h00 I Teatro Flávio Império

A alma imoral

Adaptação, concepção cênica e interpretação: Clarice Niskier

Baseado no livro “A alma imoral”, de Nilton Bonder

A peça desconstrói e reconstrói conceitos milenares da história da civilização – corpo e alma, certo e errado, traidor e traído, obediência e desobediência. Sozinha no palco, Clarice Niskier está em contato direto com a platéia, sem fazer uso da chamada “quarta parede”. Para contar histórias e parábolas da tradição judaica, a atriz vale-se somente de uma cadeira panton preta e um grande pano preto.

> 80 minutos I 18 anos I Grátis (retirar ingressos com uma hora de antecedência)

Dias 06 e 07/06 – sábado, às 20h00, e domingo, às 19h00 I Centro Cultural da Juventude

Dias 12, 13 e 14/06 – sexta-feira e sábado, às 20h00, e domingo, às 19h00I Teatro Leopoldo Fróes

Procurando Luiz

Companhia: Grupo Cena Teatral

Elenco: Roberto Haathner, Iris Yasbek e Bruno Perillo

Direção artística e direção musical: Gustavo Kurlat

Inspirado no Universo Poético de Luiz Gonzaga, PROCURANDO LUIZ conta a história de João (Roberto Haathner) e o jovem Luiz (Bruno Perillo) que guardam uma amizade verdadeiramente juvenil. Ao lado de Das Dores (Iris Yasbek), vivem uma aventura de superação, descobertas e reencontros, regadas às músicas do mestre Luiz Gonzaga. Música ao vivo com sanfona, zabumba e triangulo são executadas pelo elenco que canta e encanta o público, resgatando histórias, lendas e canções do Rei do Baião.

> 55 minutos I Livre I Grátis (retirar com uma hora de antecedência)

Dia 06 e 07/06 – sábado e domingo, às 16h00 | Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes

Construtório

Companhia: Trucks

Texto e direção: Henrique Sitchin

Elenco: Rafael Senatore, Gabriel Sitchin e Rogério Uchoas

Em “CONSTRUTÓRIO” três operários ficam impedidos de saírem da obra em que trabalham, ao final do expediente, por conta de uma tempestade que não os deixa voltarem para as suas casas. “Presos” que estão, no entanto, libertam a fantasia para criar as mais incríveis aventuras: transformam ferramentas, e demais objetos da obra, em instrumentos de suas viagens pela imaginação. Revelam-se, por fim, operários de uma obra muito especial. São, sobretudo, poetas, construtores de sonhos..

> 50 minutos I Livre I Grátis (retirar com uma hora de antecedência)

Dia 06 e 07/06 – sábado e domingo, às 16h00 |Teatro Flávio Império

Dia 13 e 14/06 – sábado e domingo, às 16h00 |Teatro Zanoni Ferrite

Dia 20 e 21/06 – sábado e domingo, às 16h00 |Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes

Dia 27 e 28/06 – sábado e domingo, às 16h00 |Teatro Leopoldo Fróes

Dia 04 e 05/06 – sábado e domingo, às 16h00 |Teatro Alfredo Mesquita

Bom passeio!

 

 

Por Nanda Rovere10928848_440169949472329_4709229467753456317_n

Jornalista e Historiadora

nandarovere@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s