Professor, Profissão Insubstituível

IMG_5999

Professor

Profissão Insubstituível

 

 

            A palavra professor tem o mesmo significado em qualquer idioma, porém poucos conhecem sua origem. Esse termo tem a mesma raiz etimológica (origem da palavra) do vocábulo profissão, e isso faz sentido porque professor é a primeira das profissões.

            A base de qualquer profissão é o aprendizado adquirido com o professor, sem ele, as demais profissões formais não existiriam. O professor é o compartilhador de conhecimentos, o formador de opiniões, o incentivador da prática do exercício do raciocínio e o questionador dos assuntos atuais. É ele quem incute nos alunos o desejo, a possibilidade e a necessidade de se adquirir conhecimentos para a obtenção de uma profissão que os capacitem a realizar seus sonhos.

IMG_4213

            Entretanto, exercer essa profissão, atualmente, tem sido um desafio constante: a maioria dos alunos não demonstra interesse pelo aprendizado; seus pais não dão a importância devida; a sociedade não aparenta preocupação com a qualidade da Educação e, assim, no dia a dia, o professor vai se desmotivando, vendo sua profissão ser desprestigiada, desacreditada, desconsiderada, e isso é desgastante, angustiante, muitas vezes até humilhante. Todavia, preparar uma pessoa para o futuro construindo a base para a formação de outras profissões, tendo consciência de que sua orientação terá grande peso na escolha de uma profissão é muito prazeroso, e mais do que isso, é compensador!

            Há vários tipos de professores: aqueles que se dedicam integralmente à profissão fazendo tudo o que podem pelo aprendizado de seus alunos; aqueles que têm o dom para ensinar e não cogitam de maneira nenhuma a possibilidade de mudança de profissão; aqueles que são professores porque, por diversas razões, não tiveram condições de fazer o curso que gostariam e usam a profissão de professor como escalada para outras que tenham salários melhores (esses são descartáveis), entre outros.

            O verdadeiro professor é aquele que ama ensinar e sente prazer quando o aluno aprende; sente uma satisfação enorme quando descobre que seu aluno se deu bem na vida, tem um bom emprego, tem perspectiva de um futuro brilhante. E é isso que dá combustível para ele prosseguir ensinando!

            Para o verdadeiro professor, não há nada que o faça desistir de seu aluno, mesmo que este, muitas vezes, não demonstre interesse pela aprendizagem. Ele [o professor] o toma como desafio e não o solta até perceber surgir o interesse e o desejo pelo conhecimento. Não há dinheiro que pague a satisfação de ver a mudança de perspectiva de futuro num aluno desmotivado e com dificuldades de aprendizagem, e é nisso que consiste toda a diferença entre a profissão de professor e as outras. Na profissão de professor, além da razão, coloca-se o coração, a emoção, o prazer e a satisfação de ver o aluno redescobrindo-se, com a autoestima elevada, independente, valorizado, autônomo, capaz de transformar sua história de vida.

            O professor faz a criança e o jovem acreditar num futuro promissor, mesmo que pareça tão distante de suas realidades. Ele tenta combater a ignorância da nossa sociedade usando toda sua energia, todo seu conhecimento, toda sua capacidade para que seus alunos aprendam. Ele está sempre defendendo a escola pública para que a educação brasileira não seja apenas direcionada àqueles que podem pagar. E é dele a responsabilidade de preparar, de capacitar, de formar cidadãos críticos que levem conhecimentos, para o futuro, não só dos livros, mas da vida.

IMG_5596

            Um bom professor respeita os limites de cada aluno, entende que nem todos aprendem da mesma maneira e sabe que as dificuldades de aprendizagem são específicas, diferenciadas, mas podem ser minimizadas ou eliminadas. Ser um bom professor é vibrar com cada pequena conquista de seus alunos, sentindo que cada esforço despendido para o aprendizado deles vale a pena. Exercer a profissão de professor é estar continuamente incentivando, provocando, às vezes, até empurrando-os para além de seus limites estabelecidos, porque professor conhece cada aluno e o quanto pode exigir dele, e sabe quando não dá mais para ultrapassar fronteiras. Nesse momento, ele para e fica satisfeito com o resultado de seu trabalho. Ele cumpriu seu papel e o aluno pode seguir em frente sem ele. Assim, para ser um professor digno de sua profissão, é preciso estar sempre se doando por inteiro em benefício de cada um de seus alunos, nunca esquecendo de que sua conduta, sua postura e seu modo de ver a vida emitem reflexos que podem influenciar na moldagem das personalidades deles.

            Então, qual é a mais importante das profissões? A do médico, que não deixa o paciente morrer? A do engenheiro, que não deixa o viaduto cair? A do advogado, que não deixa o inocente ser condenado? Ou a do professor que prepara o aluno para estas e para as demais profissões, capacitando-o para o futuro, para a vida. Professor é mais que qualquer profissão, porque, além de tudo, é missão!

Cássia Maria Braga de Almeida 67446_339331452867536_2085073785_n – Pedagoga, Psicopedagoga, graduada em Letras, pós-graduada em Ortografia e Texto da Língua Portuguesa e com especialização em Educação Especial – DM.

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s