DICAS CULTURAIS, DIVIRTA-SE

IMG_6140

DICAS CULTURAIS

DIVIRTA-SE

Dicas de Teatro

Uma Noite na Lua, monólogo com Gregório Duvivier, no Teatro Porto Seguro, em São Paulo.

¨Um homem em estado de angústia, um tímido que perdeu sua amada Berenice, o autor com falta de traquejo social insinuando-se para um ator numa festa, oferecendo-lhe uma peça que ainda não está escrita. É um homem solto no palco, com um desabafo na alma: “vem passear na minha lua”. Trecho do release

http://umanoitenalua.com/

Uma Noite na Lua 20 credito Roberto Mangolin.

A peça questiona as relações humanas. Fala de um homem angustiado que não consegue se relacionar socialmente como deveria.

Esse homem é dramaturgo e precisa terminar uma peça. O problema é que a sua angustia pessoal atrapalha o seu desempenho profissional.

Com texto e direção de João Falcão, a montagem traz um ator que tem chamado a atenção devido às colunas que Duvivier assina em jornal. Além disso, é um dos criadores do portal de humor Porta dos Fundos.

Serviço e Ficha Técnica:

Teatro Porto Seguro – Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elísios – São Paulo/SP.

Ingressos: R$ 60,00 (Plateia).

                   R$ 50,00 (Balcão/Frisa).

Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto na compra de 1 ingresso + acompanhante

Data: 27 de maio a 10 de junho, quartas, às 21 horas

Duração: 60 minutos

Classificação: 12 anos

Teatro Porto Seguro – Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos – São Paulo/SP. Vendas: www.ingressorapido.com.br. Funcionamento da Bilheteria: terça a sábado, das 13h às 21h e domingos, das 12h às 19h. Formas de pagamento: Débito: Visa Electron/ Redeshop / Crédito: Amex/Visa/Mastercard/Dinners/Hipercard. Não aceita pagamento em cheque / Vale Cultura. Acessibilidade. Estacionamento: Estapar – Al. Barão de Piracicaba, 618

Serviço de Vans:

De terça a sexta: das 19h00 à 00h

Aos sábados, das 13h00 à 00h

Aos domingos: das 13h00 às 23h00

Itinerário: Estação Luz – Porto Seguro – Estação Luz (saída Praça da Luz / Rua José Paulino)

Estacionamento: Horário comercial para compra de ingressos: a 1ª hora e meia é isenta.  De segunda-feira a sexta-feira, a partir das 17h30, o valor é fechado: R$20,00. Todos os clientes Porto Seguro têm desconto de 50%. Site: www.teatroporseguro.com.br Facebook: https://www.facebook.com/teatroporto

Instagram: @teatroporto

Romance Vol. III – Agora vai!, com Marisa Orth, no Teatro Porto Seguro/SP (indiquei quando estava passando em Paulínia). Agora é a vez dos paulistanos assistirem!

Romance Vol. III

Integrando o Programa Vivo EnCena, o musical traz a conhecida atriz de teatro, TV e cinema interpretando, como o título diz, canções de amor. E como o título também diz, esta montagem é a terceira versão do espetáculo, que estreou em 2009.

A trilha sonora tem composições conhecidas da nossa MPB – muitas delas tachadas como bregas – para falar de diversos tipos de relacionamentos, especialmente os amorosos. No decorrer das cenas, também são falados textos criados por Marisa e pela jornalista Teté Martinho.

No repertório, estão canções de artistas como Marina Lima, Antônio Cícero, Caetano Veloso, Ângela Rô Rô e Baby Consuelo.

Marisa está acompanhada dos músicos Xuxa Levy (teclados), Carneiro Sândalo (bateria), Hugo Hori (sopros), Marcos Camarano (guitarra) e Paulo Bira (baixo).

Além de ser uma atriz talentosa, Marisa é uma boa cantora, que mostra em cena toda a sua competência para o humor.

Ficha Técnica e Serviço:
Argumento e Voz: Marisa Orth
Concepção e Direção Artística: Natalia Barros
Bateria: Carneiro Sândalo
Sopros: Hugo Hori
Guitarra: Marco Camarano
Baixo Acústico: Paulo Bira
Teclados: Xuxa Levy
Técnico de Som: Eduardo Ohata
Iluminação: Arinagô
Roadie: Marcos Franco
Figurino: Fause Haten
Fotos: Priscila Prade
Assessoria Jurídica: Francez e Alonso Advogados
Produção Executiva: Bila Bueno
Direção de Produção: Super Amigos Produções Culturais

https://www.facebook.com/RomanceVolumeIII?fref=ts

Teatro Porto Seguro (508 lugares). Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elísios. Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto na compra de 1 ingresso + acompanhante. Formas de pagamento: Todos os cartões de crédito e débito. Acessibilidade: 10 lugares para cadeirantes e 5 cadeiras para obesos. Estacionamento: Estapar Vendas:www.ingressorapido.com.br Site: http://www.teatroportoseguro.com.br/ Facebook: facebook.com/teatroporto Instagram: @teatroporto. Terças às 21h00. Ingressos: R$ 80 (Plateia) | R$ 60 (Balcão/Frisas). Duração: 75 minutos. Recomendado: 14 anos. Estreia dia 02 de junho. Temporada: até 4 de agosto.

fortes batidas

Espetáculo Fortes Batidas  – Já pensou em ir ao teatro e no lugar de ficar sentado na poltrona, vendo o espetáculo acontecer, participar da apresentação, ficando o tempo todo perto dos atores?

No espetáculo Fortes Batidas, que traz o Teatro Imersivo (mais detalhes logo abaixo), o público participa de uma festa e acompanha todo o desenrolar da trama na pista, que mostra jovens tentando driblar a solidão através de muita bebida, música e novos relacionamentos.

Em cena,  estão 15 atores escolhidos entre 135 inscritos através de seleção. A equipe de criação também traz jovens dramaturgos e diretores.

Na trilha, estão músicas de artistas que agitam ou já fizeram parte das pistas da cidade, entre eles Daft Punk, David Bowie e Depeche Mode.

Curiosidade: o Teatro Imersivo

A experiência de  teatro imersivo tem se espalhado pelo mundo todo com grandes êxitos como “Sleep no More” e nomes como David Byrne e Fatboy Slim lançando trabalhos nesse sentido. No Brasil, são muito marcantes as experiências do Teatro da Vertigem.

O autor e diretor Pedro Granato pesquisou essa vertente no Lincoln Center, em Nova York, em 2014, com diretores do mundo todo, dentro do Directors LAB, e construiu um espetáculo que pretende atingir a nova geração e aproximá-la do teatro.

Com relação ao espetáculo Fortes Batidas, os ambientes da balada são divididos em variados níveis de plataformas, que possibilitam a visibili­dade para a plateia. Mas isso não impede que atores dancem ao lado do público e se relacionem com ele, criando uma experiência ativa, em que o espectador não “assiste” ao espetáculo,  e sim está imerso nele.

Ficha Técnica e Serviço:

Direção e dramaturgia: Pedro Granato.

Cenário e Iluminação: Diego Dac.Assistente de direção: Gabriel Tavares.

Coreógrafa: Inês Bushatsky,

Assistentes de dramaturgia: Manuela Pereira e Natália Xavier. Figurino: Bárbara Sgarbi e Jade Marinera.

Produção Executiva: Isabella Martino. Assistente de Produção: Marília Santos.

Atores: Ariel Rodrigues, Beatriz Silveira, Bianca Lopresti, Eduardo Scudeler, Fernando Vilela, Gabriela Andrade, Gabriela Gama, Gal Goldwaser, Ingrid Mantovan, Ivan Arcuschin, Laura Vicente, Lia Maria, Lucas Oranmian, Mateus Fávero e Maurício Machado.

Pequeno Ato – Rua Teodoro Baima, 78 – entre Ipiranga e Consolação.Temporada:  De 15 de Maio a 3 de Julho – sexta 21h30.

Ingressos: R$40/ R$20 Duração 70 min. Gênero: Teatro Imersivo. Capacidade do espaço: 70 lugares. Classificação: 16 anos

 bruto

Bruto está em cartaz no mezanino do Teatro Popular do Sesi, com texto de Alexandre Dal Farra e direção de Luiz Fernando Marques.

No elenco, estão André Zurawski, Emilene Gutierrez, Heitor Vallim, Herácliton Caleb, Júlia Mariano, Juliana Spadot, Luana Tanaka, Guto Moura, Marília Persoli, Vinicius Pimentel, atores do Núcleo Experimental de Artes Cênicas do SESI-SP e a atriz convidada Cibele Bissoli.

De acordo com a sinopse publicada na página do Sesi, ¨ o espetáculo mostra que as palavras são insuficientes para dar conta da vida¨.

No palco, jovens vivem intensamente. As relações são complexas porque eles se encontram e se perdem, se desentendem e se afeiçoam.

Todos os personagens têm em comum uma angústia e ao se encontrarem numa festa, de maneira estranha, passam por situações desesperadoras.

Ficha Téc­nica e Serviço:

Dra­ma­tur­gia: Ale­xan­dre Dal Farra
Dire­ção: Luiz Fer­nando Mar­ques
Elenco: André Zurawski; Cibele Bis­soli; Emi­lene Guti­er­rez; Hei­tor Val­lim; Herá­cli­ton Caleb; Júlia Mari­ano; Juli­ana Spa­dot; Luana Tanaka; Guto Moura; Marí­lia Per­soli; Vini­cius Pimentel

Ilu­mi­na­ção: Luiz Fer­nando Mar­ques
Ceno­gra­fia: Luiz Fer­nando Mar­ques
Figu­rino: cri­a­ção do elenco
Pro­du­ção exe­cu­tiva: Vanessa Can­dela
Rea­li­za­ção: SESI-SP

De 16 de abril a 26 de julho. Quinta a sábado, às 20h30 e aos domingos, às 19h30. GRÁTIS. Os ingressos são distribuídos nos dias do espetáculo, de acordo com o horário de funcionamento da bilheteria (quarta a sábado, das 13 às 21 horas e aos domin­gos, das 11 às 20 horas). Duração: 100 minutos. Recomendado: 16 anos.http://www.sesisp.org.br/cultura/. Espaço Mezanino do Centro Cultural FIESP – Ruth Cardoso. Av. Paulista, 1313

 muro de arrimo

Muro de Arrimo faz últimas apresentações no Teatro UMC.

Muro de Arrimo tem direção de Alexandre Borges e trilha de Otto, a peça conta a história de um pedreiro fanático por futebol, Lucas (Fioravante Almeida), que está num arranha céu ouvindo o jogo do Brasil e não consegue suportar a perda do jogo pelo time. A narração do jogo é feita pelo locutor Cléber Machado.

Muro de Arrimo, de Carlos Queiróz Telles, foi montado por Antonio Fagundes, com direção de Antonio Abujamra. O jogo do Brasil em questão aconteceu em 1974, contra a Holanda. A ideia do texto ocorreu depois do autor ler uma notícia de jornal.

Para o texto ganhar mais modernidade, o monólogo foi atualizado para 2014, quando a Alemanha venceu o Brasil por 7 x 0. 

Muro de Arrimo é uma peça premiada: recebeu em seu lançamento, em 1975, os prêmios Molière e Anchieta de melhor autor. Esta nova versão foi escolhida pelos leitores da Folha de São Paulo como a melhor estreia teatral de 2014 e ganhou prêmios Aplauso Brasil nas categorias: direção, Alexandre Borges; atuação, Fioravante Almeida; trilha, Otto;  iluminação,  Guilherme Bonfanti e melhor espetáculo de produção independente.

Serviço e Ficha Técnica:

Texto: Carlos Queiroz Telles.

Direção: Alexandre Borges.

Elenco: Fioravante Almeida.

Locução: Cléber Machado.

Trilha Sonora: Otto.

Luz: Guilherme Bonfanti.

Cenário e Figurino: Carila Matzenbacher.

Temporada: sexta e sábado, às 21h00; domingo, 20h00. Até dia 14 de junho. Local: Teatro UMC Endereço: Av. Imperatriz Leopoldina, 550 – Entrada pelo Boulevard Lateral do Fran’s Café. Bilheteria: (11) 2574-7749. O horário de funcionamento da bilheteria é de terça a domingo das 14h às 21h. Em dias de espetáculo, funciona até o início do último espetáculo e abre 1h antes do começo do primeiro espetáculo (caso seja no período matutino). Site: www.teatroumc.com.br.Classificação etária: 12 anos. Duração: 50 minutos. Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia). Site de vendas: www.compreingressos.com e (11) 2122-4070. Estacionamento: local ao preço de R$12,00 o período. Ar condicionado, wi-fi e espaço gourmet do Fran´s Café. Capacidade: 290 lugares.

 selfie

Espetáculo Selfie no Rio de Janeiro

Com direção de Marcos Caruso, a peça traz o ator Mateus Solano como destaque ao lado de Miguel Thiré.

O espetáculo, que está fazendo sucesso no Rio, trata, como o nome sugere, de um tema super atual ao falar das relações humanas e colocar em evidência o uso da Internet nos dias de hoje.

Selfie pretende gerar discussões sobre a excessiva autoexposição das pessoas e a necessidade de estar on line o dia todo e todos os dias e antenado com tudo o que acontece.

SINOPSE

A peça conta a história de Cláudio, (Mateus Solano) um homem que é viciado em computador e registra toda a sua história de vida nos arquivos e nas redes sociais. A sua memória é virtual e por isso a sua vida gira em torno da máquina. O problema é que um pequeno acidente (cai café em seu equipamento), quebra o seu computador.

Claudio começa uma busca desesperada da sua identidade e para isso conta com a ajuda de vários personagens vividos por Miguel Thiré.

Ficha Técnica:

Idealização: Carlos Grun, Mateus Solano e Miguel Thiré

Texto: Daniela Ocampo

Direção: Marcos Caruso

Figurinos: Sol Azulay

Desenho de Luz: Felipe Lourenço

Direção Musical e Trilha Sonora: Lincoln Vargas

Teatro do Leblon – Sala Fernanda Montenegro – Rua Conde de Bernadote, 26 – Leblon /  RJ   Tel: 21 2529.7700 / 6ª e sab 21h00; dom 20h00. TEMPORADA: até 07 de julho

Para ir além do teatro:

Festival Varilux Cinema Francês

Festival Varilux de Cinema Francês acontece de 10 a 17 de junho

A edição deste ano pretende levar às capitais grandes novidades do cinema francês.

Olivier Nakache e Eric Toledano, que  levaram mais de 40 milhões de espectadores no mundo ao cinema em 2011, com Intocáveis, participam do Festival com o recente trabalho Samba.

O Varilux traz para a abertura La Tête Haute, com Catherine Deneuve e Benoît Magimel. A diretora, Emmanuelle Bercot, segunda mulher a abrir o festival de Cannes, virá ao Brasil para apresentar o longa.

Na programação, também estão confirmados a comédia Que mal eu fiz a Deus? , de Philippe de Chauveron, fenômeno de bilheteria na França em 2014, com mais de 15 milhões de espectadores; Gemma Bovery, de Anne Fontaine, uma divagação contemporânea sobre o romance Madame Bovary; Papa ou Maman, de Martin Bourboulon, comédia politicamente incorreta sobre um divórcio à francesa, e Astérix – O Domínio dos Deuses, de Louis Clichy, primeira animação em computação gráfica e 3D baseada em histórias em quadrinhos.

Como já é tradição, o festival trará ao Brasil representantes de alguns dos filmes para apresentações e debates com o público. Fiquem atentos!

Eventos paralelos aos filmes merecem atenção:

O HOMEM DO RIO – Homenagem aos 450 anos do Rio de Janeiro

MASTERCLASS COM ANNE FONTAINE –n UFRJ (Rio de Janeiro) FAAP (São Paulo)

Mostra Pio Marmaï – que reúne os destaques da sua cinematografia. Aos 30 anos, Pio Marmaï já atuou em vinte longas metragens e tornou-se um dos atores mais cortejados do cinema francês atual.

ESPECIAL ANIMAÇÃO – Asterix e o domínio dos Deuses – Um presente especial para o público infantil e para os amantes do cinema de animação,

O Festival Varilux de Cinema Francês busca a formação de novas plateias, através de parcerias com espaços alternativos para exibição, escolas e universidades.

Cinemaison Brasília – Le Corbusier

10 e 17 de Junho

Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

11, 12, 15, 16 e 17 de junho

na Concha Acústica – ao ar livre

Universidade Federal de Minas Gerais

10, 11 e 12 de Junho

Sala de projeção da Escola de Belas Artes

Universidade Federal de Pernambuco

18 e 19 de Junho

Auditório do Centro de Artes e Comunicação – CAC

Sala Tiradentes – São Paulo

13,13,20 e 21 de Junho

Sessões educativas nos cinemas

Exibição em versão dublada e legendada do filme “Astérix e o domínio dos Deuses” para 15 cidades de todo Brasil.

Debates com diretores e elenco

Serão dezenas de sessões distribuídas entre São Paulo e Rio de Janeiro, com a presença de artistas que farão a apresentação e/ou debate dos seus filmes.

Masterclass

Ação voltada para o incentivo à formação de jovens estudantes da área do audiovisual, o festival promove anualmente uma masterclass com um diretor, oferecida gratuitamente ao público universitário.

Sessões de democratização

Com a intenção de democratizar a experiência do cinema, o festival rompe barreiras e se dinamiza em espaços alternativos de exibição com sessões gratuitas e/ou a preços populares.

Arena Dicró (RJ), Arena Jovelina Pérola Negra (RJ), Biblioteca Parque Manguinhos (RJ), Sala Tiradentes (SP), Sala Le Corbusier (BSB).

http://variluxcinefrances.com/2015/eventos/festival/

Programação completa no site: variluxcinefrances.com/

Bom passeio!

Por: Nanda Rovere10928848_440169949472329_4709229467753456317_n

Jornalista e Historiadora

nandarovere@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s