DICAS CULTURAIS, DIVIRTA-SE

11406701_502568689899121_7863116005088083969_o

DICAS CULTURAIS

DIVIRTA-SE

 

Dicas de teatro

O Sucesso a Qualquer Preço, de David Mamet, chega a São Paulo no dia 19 de junhoDepois do excelente espetáculo Chuva Constante, o Teatro Vivo recebe a sua segunda estreia de 2015.

5DIII
5DIII

Com Norival Rizzo, Marco Pigossi e grande elenco, a comédia dramática é dirigida por Alexandre Reinecke.

A peça, que faz parte do programa Vivo Encena, apresenta um cotidiano complicado para os corretores de imóveis Shelley Levene (Norival Rizzo), Ricky Roma (Marco Pigossi), Dave Moss (Renato Caldas) e George Aaronow (Marcos Daud). A crise está feia.

Eles estão vendendo pouco e são pressionados pelo arrogante chefe John Williamson (André Garolli), que cria uma premiação para quem vender mais: o melhor vendedor ganha um Cadillac Eldorado.  Quem não conseguir vender, será demitido.

Essa situação acaba transformando a convivência entre os profissionais numa disputa sem ética alguma e o clima entre eles fica muito pesado.

Segundo release enviado para a imprensa, a trama se passa na cidade de Nova York de 1970 (mas que vale para os nossos dias) e o espetáculo discute até onde pode o homem ir para alcançar o sucesso e manter seu emprego.

Ficha Técnica e Serviço:

Texto: David Mamet

Direção: Alexandre Reinecke: Assistente de direção: Joanah Rosa;

Tradução: Marcos Daud

Elenco: Norival Rizzo, Marco Pigossi, Andre Garolli, Renato Caldas, Marcos Daud, Didio Perini e Alexandre Freitas

Cenografia: Fábio Namatame

Designer de Luz: Fran Barros

Figurino: Fábio Namatame

Assistente de Figurino: Juliano Lopes

Trilha Original: Daniel Maia

Fotos: Joo Caldas

Realização: Ricca Produções Artísticas e Reinecke Produções Culturais

Teatro Vivo (290 lugares). Av. Dr. Chucri Zaidan, 860 – Morumbi. Informações: 97420.1520. Bilheteria: de terça a domingo, a partir das 14h00. Sexta às 21h30 Sábado às 21h00; Domingo às 18h00. Ingressos: Sexta e Domingo R$ 50; Sábado R$ 60.

Cliente Vivo Valoriza tem 50% de desconto.  Duração: 80 minutos. Recomendação: 12 anos. Gênero: Drama.  Estreia dia 19 de Junho. Temporada: até 06 de setembro.

Esplêndidos  – faz parte do projeto do grupo Tapa, chamado Genet, em dois tempos ( baseado na obra de Gean Genet), que já contou com a encenação de As Criadas.

esplêndidos

No palco, sete gangsters estão cercados num hotel de luxo em Paris, mas a polícia não pode atacar porque um jovem policial e a filha de um milionário americano são mantidos como reféns.

Os bandidos fazem de tudo para tentarem se salvar e a cidade parou para acompanhar o desfecho do assalto.

Segundo o diretor Eduardo Tolentino, nesse texto de Genet, pouco montado no Brasil, o diretor brinca com a imagem de bandido e mocinho que faz parte do imaginário masculino, visto que os gangsteres ¨parecem saídos de um filme noir e são quase clichês ¨.

Uma das reflexões que o texto suscita é o poder da mídia no cotidiano das pessoas, que faz do episódio um espetáculo, na medida em que o rádio faz questão de transmitir a opinião e reação das pessoas sobre o caso e dá voz às forças repressoras do sequestro.

Ficha Técnica e Serviço:

Texto: Jean Genet

Direção: Eduardo Tolentino de Araújo

Elenco: Adriano Bedin, André Luiz Rossi, Bruno Barchesi, Cesar Baccan, Fernando Rocha, Julio Mancini, Michel Waisman e Sergio Mastropasqua

Preparação Corporal (tango): Ronaldo Gutierrez

Produção de figurino e cenário: Marcela Donato

Produção Geral: César Baccan

Fotos: Ronaldo Gutierrez

Assessoria de Imprensa: Fábio Camara

Realização: Grupo Tapa

Teatro Aliança Francesa, Rua General Jardim, 182 – Vila Buarque. 226 lugares+ 04 PNE. (Estacionamento conveniado em frente) .DATA: 22/05 à 12/07 (Quinta à Sábado às 20h30 e Domingo 19h) .INFORMAÇÕES: 3017 5699 – r. 5602.www.teatroaliancafrancesa.com.br. INGRESSOS: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). DURAÇÃO: 90 min. Recomendado: 14 anos

O Corcunda Quaquá é um espetáculo infantil inspirado na obra O Corcunda de Notre-Dame, do francês Victor Hugo (1802-1830). Texto e direção: Ricardo Ripa

corcundaquaqua

A peça conta a história de um rapaz feio (Quasímodo), deficiente auditivo e corcunda, mas que é simpático e corajoso. Demonstra essas qualidades especialmente quando salva a bela dançarina Esmeralda.

Com poesia, a peça pretende abordar as diferenças e valorizar o respeito ao próximo, evidenciando que todos somos capazes, independentemente de nossas limitações.

Vale ressaltar que nesta versão de Ricardo Ripa a deficiência auditiva do personagem principal (Quasímodo), que se comunica por meio da linguagem de sinais (Libras), é preservada.  Fato que merece aplausos porque ele não aparece, segundo os realizadores de O Corcunda Quaquá, na maioria dos filmes, animações e adaptações teatrais conhecidas.

No elenco, estão Joca Andreazza, Paulo Vasconcelos, Carlos Baldim, Dani Nega, Carmo Murano e Vitor Bassi.

Ficha Técnica e Serviço:

Texto e direção: Ricardo Ripa

Elenco: Joca Andreazza (Quaquá), Paulo Vasconcelos (Gárgula), Carlos Baldim (Rollo), Dani Nega (Esmeralda), Carmo Murano (Belém) e Vitor Bassi (Soldado Sol).

Cenário e figurino: Rosa Berger

Trilha sonora: Ricardo Severo

Iluminação: Will Damas

Assistente de direção: Luciana Azevedo

Coreografia: Eder Cardoso

Assistente de cenário e figurino: Eliana Liu

Adereços: Palhassada Ateliê

Estagiárias/cenografia: Laura Pappalardo e Gabriella Gonçales

Consultora de Libras: Elaine Sampaio

Fotografia: Ricardo Ferreira

Teatro Viradalata – http://viradalata.com.br/. Rua Apinajés, 1387. Sumaré/SP. Tel: (11) 3868-2535. Temporada: de 16 de maio a 5 de julho. Horários: sábados e domingos, às 12h00. Ingressos: R$ 15,00 (sábado) e R$ 30,00 (domingo) – ambos com meia entrada. Capacidade: 273 lugares. Bilheteria: quarta (19h-21h), sábado (14h-21h) e domingo (10h-20h). Ingressos antecipados: http://www.ingressorapido.com.br (tel: 4003-1212). Aceita cartões de débito/crédito (MC, RC, V, VE). Não aceita cheques. Acesso universal. Ar condicionado. Estacionamento / vallet no local: R$ 15,00.

BILAC VÊ ESTRELAS é baseado na obra de Ruy Castro. Chega à capital paulista depois de sucesso no Rio de Janeiro, comemorando os 150 anos de nascimento do poeta Olavo Bilac. O responsável pela trilha é Nei Lopes, grande pesquisador da música brasileira.

Foto: Leo Aversa - Crédito obrigatório.
Foto: Leo Aversa – Crédito obrigatório.

O delicioso, musical é baseado em livro de Ruy Castro. Mistura ficção e realidade para contar uma aventura vivida pelo poeta Olavo Bilac: ele precisa salvar o seu amigo José do Patrocínio de dois vilões ( um padre e uma falsa portuguesa) que querem roubar o valioso projeto de um dirigível (que está sendo criado por Patrocínio).

A história é cheia de poesia, canções interessantes e glamour, já que é ambientada no início do século XX, em plena Belle Époque carioca ( o principal cenário é a maravilhosa confeitaria Colombo).

A direção de João Fonseca aproveita o talento dos atores para a comédia e para o canto. Reforça o tom cômico do texto ao criar cenas divertidas e criativas. As coreografias contribuenm para que a trama fique mais interessante.

O elenco é primoroso, formado por excelentes atores e cantores. Todos estão no mesmo nível de qualidade.

André Dias e Amanda Acosta são atores que tenho o privilégio de acompanhar a trajetória: André Dias, como Olavo Bilac, demonstra uma ótima expressão corporal, grande talento para o canto e competência para a comédia ( o conhecido estrabismo de Bilac é explorado de maneira muito divertida).

Amanda Acosta, como a vilã ( falsa portuguesa). traz beleza, sensualidade, um canto sublime e um péssimo caráter.

Para saber mais:

http://www.morenteforte.com/pe…/em-cartaz/bilac-ve-estrelas/

Ficha Técnica e Serviço:

Baseado no livro ‘Bilac Vê Estrelas’, de Ruy Castro

Autoras: Heloisa Seixas e Julia Romeu

Música e letras: Nei Lopes

Diretor: João Fonseca

Diretor musical: Luís Filipe de Lima

Elenco: André Dias, Amanda Acosta, Caike Luna, Sérgio Menezes, Alice Borges (atriz convidada), Andrea Dantas, Reiner Tenente, Gustavo Kelin, Saulo Segreto, Jefferson Almeida, Claire Nativel e Augusto Volcato.

Músicos: Daniel Sanches, Oscar Bolão e Jorge Oscar

Cenógrafo: Nello Marrese

Figurinista: Carol Lobato

Coreógrafa: Sueli Guerra

Iluminadora: Daniela Sanchez

Sound Designer: Carlos Esteves

Espaço Promon (303 lugares). Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 1830 – Itaim. Bilheteria: 3071.4236. Vendas – 4003-1212 http://www.ingressorapido.com.br. Bilheteria: quartas e quintas, das 14h às 20h00. Sexta a domingo, das 14h00 até o início do espetáculo. Aceita todos os cartões de crédito e débito. Estacionamento conveniado no local, R$ 20. Sexta e Sábado, às 21h00 | Domingo, às 18h00.  A partir de 13 de Junho: sábados, às 18h00 e 21h00. Ingressos: R$ 60. Duração: 100 minutos. Recomendação: 12 anos. Temporada: até 26 de Julho.

Para quem admira Rafael Cortez (CQC)

Mostra Paralela de Música

www.cargocollective.com/marinawang
http://www.cargocollective.com/marinawang

Rafael Cortez mostra seu envolvimento com o violão clássico, a literatura e a MPB

“Meu lado musical ainda é, até hoje, o lado que melhor revela minhas verdades, meus sentimentos e um Rafael sem máscaras. Talvez seja por isso que eu ainda opte por fazer desse trabalho algo tão íntimo e exclusivo”, diz o artista.

Apresentações intimistas com recital de violão clássico, dia 27 de junho, às 11h, leituras e canções do livro O Meu Pé de Laranja-lima, dias 13 e 27 de junho, às 15h, e participação no MDB – Música Divertida Brasileira – com a Banda Pedra Letícia, dia 12 de junho, às 21h30.

MDB – Música Divertida Brasileira – com Rafael Cortez e Banda Pedra Letícia

Única apresentação no dia 12 de junho, às 21h30 – R$ 60,00 (inteira) – releituras de clássicos divertidos da Música Popular Brasileira das décadas de 1920 até 1980. No repertório, Tom Jobim, João do Vale, Moreira da Silva, Adoniram Barbosa, Jorge Ben, Chico Buarque, entre outros.

O Meu Pé de Laranja-lima

Apresentações únicas nos dias 13 e 27 de junho, às 15h – R$ 30,00 (inteira)

Do audiolivro O Meu Pé de Laranja-lima, gravado por Rafael Cortez para Livro Falante –  o espetáculo une leitura, canto e música instrumental.

Recital de Violão com Rafael Cortez

Única apresentação no dia 27 de junho, às 11h – R$ 30,00 (inteira)

No repertório, entram obras de Heitor Villa-Lobos, Sérgio Assad e Hélio Delmiro, entre outros compositores, bem como peças do próprio Rafael, registradas em seu CD Elegia da Alma.

Serviço:

– MDB com Rafael Cortez e Pedra Letícia

Dia 12 de Junho, às 21h30 / Preço 60,00 inteira

– Meu Pé de Laranja Lima

Dias 13 e 27 de Junho, às 15h / Valor ingresso: R$ 30,00 (inteira)

– Recital de Violão com Rafael Cortez

Dia 27 de Junho, às 11h / Valor ingresso: R$ 30,00 (inteira)

Teatro MuBE Nova Cultural /  www.mubenovacultural.com.br  / Rua Alemanha, 221 – Jardim Europa/SP – Tel. (11) 4301-7521

Recomendo no Rio de Janeiro:

Pulsões é uma peça inédita de Dib Carneiro Neto, jornalista e talentoso autor de peças, como Salmo 91 (baseado em Estação Carandiru, de Dráuzio Varella) e Adivinhe quem vem pra rezar.

pulsões

O trabalho da psiquiatra Nise da Silveira serviu de inspiração para esse trabalho, que mistura música e dança.

Com poesia, a montagem mostra o encontro entre uma bailarina, vivida por Fernanda de Freitas, e um maestro, vivido por Cadu Fávero.

Os personagens estão num espaço indefinido, amplo e lúdico, alternando momentos de amor e loucura, de união e distanciamento. Só a música e dança podem curá-los.

Acompanho a trajetória do Dib como dramaturgo e ele tem se mostrado um escritor de sensibilidade, que merece aplausos.

Ficha Técnica e Serviço:

Dib Carneiro Neto

Direção: Kika Freire

Elenco: Fernanda de Freitas e Cadu Favero

Direção musical e Trilha sonora: Marco França

Piano: João Bittencourt

Violoncelo: Maria Clara Valle

Iluminação: Fran Barros

Cenários e Figurinos: Teca Fichinski

Caracterização: Rose Verçosa

Fotografia e Programação Visual: Victor Hugo Cecatto

Direção de Produção: Paula Salles

Coordenação Geral: Maria Siman

Produção Executiva: Joana D`Aguiar

Realização: Primeira Página Produções Culturais

Até 30 de agosto. De quinta a sábado, às 21h00. Domingo, às 19h00. Local: Teatro Poeira – R. São João Batista, 104. Tel bilheteria: 2537-8053. http://www.teatropoeira.com.br. Horário de funcionamento: terça a domingo, das 15h00 as 21h00. Ingressos: Quintas e sextas, R$ 60,00 plateia; R$ 40,00 poleiro; sábados e domingos, R$ 80,00 platéia; R$ 40,00 poleiro. Duração: 1h. Recomendado: 14 anos. Lotação: 135 lugares.

Para ir além do teatro:

Ballet  Bolshoi traz Spartacus para o Brasil.

spartacus Bolshoi

Fundada em 1776, a companhia Russa se consolidou com um estilo que associa performances fortes e coloridas com técnicas de atletismo e intensa expressividade dramática.


Theatro Municipal Rio de Janeiro

Dias 17, 18 e 19 às 20h00: Spartacus, que  fala de amor, de luta por justiça e dignidade.

Spartacus e sua esposa Phrygia se tornam escravos após a conquista de seu território por Roma. Ele se torna gladiador e a sua esposa se transforma numa concubina.

Giselle Conta a história do amor de uma camponesa por um nobre disfarçado de aldeão. Dias 20, 21 às 20:30h – Dia 21 às 15h00

Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Praça Floriano, s/n – Centro –

http://www.theatromunicipal.rj.gov.br/junho.html

 

São Paulo 


Teatro Bradesco

Rua Turiassu, 2100 – 3° Piso

São Paulo • SP

Spartacus

24 de junho de 2015 – 21h00

25 de junho de 2015 –  21h00

26 de junho de 2015 – 21h30

Giselle 

27 de junho de 2015 às 21h00

28 de junho de 2015 às 15h00 e 20h30

 http://www.teatrobradesco.com.br/programacao.phpid=603&evento=BAL%C3%89+DO+TEATRO+BOLSHOI+

Para ir além do teatro:

97ª Festa de São Vito

15 DE JUNHO É O DIA DE SÃO VITO

São Vito

A festa, promovida pela colônia italiana do Brás, acontece até o dia 5 de julho.

São Vito é o padroeiro da cidade de Polignano a Mare e o protetor dos artistas, das doenças nervosas, dos jovens e dos dependentes de drogas.

Entre os pratos típicos servidos e preparados pela comunidade, estão: a Guimirella (churrasco de fígado e folhas de louro), spaghetti, penne ou ricchitelle, molho ou Ragú – aromatizado com brasílico fresco e tomates maduros, ficazza (pizza alta) e a ficazzella (pastel frito com tomate, muzzarella e orégano). Tem também os doces típicos como: piccicatella, amaretti, castagnelle, pezza dolce e dormosa.

Serviço:

97ª. FESTA® DE SÃO VITO – RUMO AOS 100 ANOS! – Todos os sábados e domingos até 05/07/2015. Sábados, 19h00 até 00h30. Domingo, das 19h às 23h. CANTINA: Rua Fernandes Silva nº 96 – Brás, São Paulo, SP- CEP 03005-010. Capacidade para 480 cadeiras em mesas de 20 (vinte) lugares numerados, com total visibilidade para o palco. É a única Festa Italiana no mundo em local coberto. Custo convite Individual – Sábado R$ 65,00 com direito a: 1 antepasto, 1 prato de macarrão spaghetti ou penne, 1 ficazzella, cadeira e mesa numeradas. No domingo, R$ 30,00, com direito a 1 prato de spaghetti ou penne, cadeira e mesa numeradas.

PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO: Rua Polignano A Mare nº 255 – Brás, São Paulo, SP. Com mesas de apoio sem cadeiras (espaço para mais de 3 mil pessoas por noite). Entrada R$ 5,00 couvert artístico. Crianças até 05 anos, acompanhadas dos pais têm entrada grátis. INFORMAÇÕES, RESERVAS ANTECIPADAS SOMENTE POR TELEFONE, Edméia ou Angela no Fone/fax: 11- 3227-8234; 11– 3229-5678; 11- 3326-2957. http://www.associacaosaovito.com.br MÚSICA AO VIVO E PISTA DE DANÇA – De 23/05/2015 a 14/06/2015 – Banda Italianíssima Brasil. De 20/06/2015 a 05/07/2015 – Banda ECE Som Itália.

Por Nanda Rovere
10928848_440169949472329_4709229467753456317_n

Historiadora e Jornalista

nandarovere@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s