DICAS CULTURAIS DIVIRTA-SE

 

DICAS CULTURAIS

DIVIRTA-SE

 

Dicas de teatro

 

ROMANCE VOL. III – AGORA VAI! COM MARISA ORTH

rOMANCE VOL III

Ainda dá tempo de conferir:

ANTES DE MAIS NADA, ELA PERMITE QUE AS PESSOAS TIREM FOTOS E GRAVEM NESSE MOMENTO DO SHOW (CUJA FOTO EU TIREI!)

Acompanho a carreira de Marisa como atriz desde o início de sua carreira. No teatro, não vi o muito falado Fica Comigo Esta Noite, de Flávio de Souza, ao lado de Carlos Moreno (vi somente a remontagem que ela fez com  Murilo Benício), mas logo depois vi várias peças com ela. Eu a considero uma excelente profissional.

Por mais que a Magda tenha perseguido as criações de outros personagens que interpretou (rs), Marisa está entre as grandes artistas do nosso país.
Vale ressaltar, como já disse, a conheço bem antes da Magda, bem antes (e eu não via o Saí de Baixo, creio que só vi um progama inteiro no ano passado (ou retrasado?), quando gravaram especiais no Procópio Ferreira, para o Canal Viva!).

Também gosto da Marisa cantando. Admirava muito o Grupo Luni (1986/1992), que trazia ao palco um universo brega com mistura de linguagens.
Fui conhecer melhor a banda quando ela fez uma turnê de revival (2002). Do túnel do tempo: Banda Luni no Filme Lucy Puma https://www.youtube.com/watch?v=nTjHpNTHQy0

O grupo era formado por Marisa, Natália Barros, Théo Wernek, André Gordon, Fernando Figueiredo, Kuki Stolarky, Lelena Anhaia e a dupla francesa Gilles Eduak e Lloyd Bonnemaison.
http://elizabethdiariodamusica.blogspot.com.br/2011/04/grupo-luni.html

Teve também a banda Vexame (1989 e 2007), com a inesquecível canção super brega Siga Seu Rumo – Pimpinela ( Maravilhoso kkkk) – grande clássico brega, aliás.
https://www.youtube.com/watch?v=zTL8uM5Alv0
https://www.youtube.com/watch?v=9xvoALqgnpk
http://tvcultura.cmais.com.br/mobile/noticias/marisa-orth-fala-sobre-o-surgimento-da-banda-vexame

ROMANCE VOL. III – AGORA VAI! é como se fosse uma continuação de Romance Vol. II, mas com uma outra abordagem sobre as relações amorosas. Na verdade, os textos estão interligados com as músicas e não há grande profundidade, porque o maior objetivo desse trabalho é divertir e são as canções que guiam a encenação.

Uma delícia de espetáculo. O maior destaque, claro, é para a trilha que Marisa interpreta no palco com muito talento. Tem muita canção brega. O amor muitas vezes é brega, não? E as pessoas cantam essas canções, vale dizer!

Segundo Marisa, “é como se contassem, ainda que de maneira difusa, as várias crises pelas quais os casais atravessam.”

A montagem faz parte do Programa Vivo EnCena e está viajando pelo Brasil. Fiquem ligados!

Serviço e Ficha Técnica:

De Marisa Orth, Teté Martinho e Juliana Rosenthal
Direção Natalia Barros
Direção Musical e Teclados: Xuxa Levy
Pesquisas e Textos: Teté Martinho e Juliana Rosenthal K
Bateria: Carneiro Sândalo
Sopros: Hugo Hori
Guitarra: Marco Camarano
Baixo Acústico: Paulo Bira
Cenografia: Marco Lima
Figurino: Fause Haten / Fabio Namatame
Bijouteria: Mon Cher

ROMANCE VOL. III – AGORA VAI!
Teatro Porto Seguro (508 lugares)
Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elísios
Terças às 21h00
Ingressos: R$ 80 (Plateia) | R$ 60 (Balcão/Frisas)
Temporada: até 4 de agosto

Bonita, que traz a história de Maria Bonita, reestreia agora no Espaço Parlapatões

bonita

A Montagem da Cia do Caminho Velho  tem texto de

Dione Carlos  e fala da vida dos cangaceiros

integrantes do bando liderado por Lampião, que atuou durante as

décadas de 1920 e 1930 no nordeste brasileiro.

A vida de Maria Bonita com seus filhos, sua sexualidade, a violência e seu amor por Lampião são  abordados em cena. A falta de respeito para com as mulheres e a força de Maria Bonita estão presentes nesse trabalho.

Segundo o diretor Alex Araújo, a peça ¨não se passa em um tempo histórico localizável, e sim dá saltos no tempo e no espaço, pois se volta para o poder criador-mágico da palavra na boca de seres humanos¨.

A ideia do espetáculo começou como um fragmento de texto escrito por Dione Carlos, apresentado na I Bienal Internacional de Teatro da USP. Para a criação dessa montagem, o grupo contou com a ajuda de Luiz Fernando Marques (diretor e dramaturgo do grupo XIX de Teatro,) na Escola Livre de Teatro.

Ficha Técnica e Serviço:

Reestreia dia 19 de junho, sexta-feira, às 23h59, no Espaço Parlapatões. Com a Cia do Caminho Velho.

Direção – Alex Araújo.

Elenco – Carolina Erschfeld e Diego Gonçalves.

Dramaturgia – Dione Carlos.

Cenografia e Figurino – Paloma Neves.

Sonoplastia – Carlos Ronchi.

Iluminação – Alex Araújo.

Orientação Artística – Luiz Fernando Marques.

Temporada – Sexta-feira às 23h59. Recomendável para maiores de 14 anos. Duração – 50 minutos. Ingressos – R$ 40,00 e R$ 20,00 (meia-entrada). Até 7 de agosto.

ESPAÇO PARLAPATÕES – Praça Franklin Roosevelt, 158 – Consolação – Fone 3258-4449. Bilheteria – Terça-feira a domingo das 16 às 22 horas. Capacidade do Teatro – 98 lugares. Acesso para deficientes físicos.

Manual de Autodefesa Intelectual  com a Kiwi Companhia de Teatro reestreia  e agora entra em cartaz no Galpão do Folias.

manual da auto defesa intlectual

A peça coloca em evidência mistificações e crendices contemporâneas, com reflexões de nomes importantes da Filosofia, como  René Descartes (1596-1650).

O espetáculo mistura teatro, documentário, música, dança e audiovisual. Em cena, Fernanda Azevedo, Maíra Chasseraux, Maria Carolina Dressler, Vicente Latorre e os músicos Eduardo Contrera e Elaine Giacomelli mostram que as superstições e o analfabetismo científico fazem com que muitas pessoas organizem suas vidas a partir de explicações místicas e ficções. “

Ficha Técnica e Serviço:

Roteiro e direção geral: Fernando Kinas

Direção musical e composições originais: Eduardo Contrera

Cenário: Julio Dojcsar

Iluminação: Heloísa Passos

Coreografia: Luiz Fernando Bongiovanni

Figurino: Madalena Machado

Vídeos: Carolina Abreu, Filipe Vianna (colaboração de Maysa Lepique)

Direção de produção: Luiz Nunes

Assistência de produção: Daniela Embón

Programação visual: Camila Lisboa

Assistência de iluminação, operação de luz e som: Clébio de Souza (Dedê)

Assessoria de imprensa: Eliane Verbena

Produção e realização: Kiwi Companhia de Teatro

Apoio: Fomento ao teatro para a cidade de São Paulo

 Galpão do Folias. Rua Ana Cintra, 213 – Campos Elíseos/SP (próximo ao Metrô Santa Cecília).Tel: informações/reservas – (11) 3361-2223. Horários: sexta e sábado (às 21h) e domingos (às 19h) – Até 2/8. Ingressos: R$ 20,00 (meia: R$ 10,00) e R$ 7,00 (moradores do bairro c/ comprovante de residência). Bilheteria: 1h antes das sessões

Duração: 110 min. Gênero: Comédia. Classificação: 14 anos. Capacidade: 74 lugares. Acessibilidade. Café. Estacionamento conveniado (nº 205): R$ 10,00

Já indiquei Homens no Divã e repito aqui as informações porque a peça, vista por mais de 200 mil pessoas e que completou dois anos ininterruptos de temporada no dia 22/06, reestreia nova temporada no Teatro Bibi Ferreira.

Homens no Divã

A montagem é uma boa dica para quem gosta de comédia. Tem como mérito falar do universo masculino, diante da enxurrada de peças que têm como foco a mulher.

O texto, de Darson Ribeiro, é inspirado em Desesperados, de Miriam Palma.

Além de dirigir e assinar figurino, luz e cenografia, Ribeiro também está no palco, ao lado de Guilherme Chelucci e Olivetti Herrera. Voz da psicanalista Marília Gabriela.

Em cena, o encontro inesperado de três homens na sala de espera do consultório de uma psicanalista (voz em off de Marília Gabriela). Eles desejam mudanças radicais em suas vidas, sobretudo porque não conseguem bons relacionamentos com as mulheres.

Os amigos Fred, Renatão e Cadu expõem as suas neuroses e fazem de tudo para que obtenham sucesso nas suas conquistas amorosas.

Os personagens são tipificados – o executivo, o bombeiro e o médico – e a direção brinca com diversos assuntos, entre eles, os fetiches femininos.

“A partir de pequenos solilóquios com a psicanalista e o tête-à-tête, os três acabam instituindo um divã próprio. Inconsciente e espontaneamente vão desconstruindo suas personalidades e misturando-as numa completude que vai agradar e muito as mulheres. O resultado é uma comédia cheia de reviravoltas e quiproquós”, revela Darson Ribeiro.

Ficha Técnica e Serviço:

Texto e Direção Geral: Darson Ribeiro.

Elenco: Darson Ribeiro, Guilherme Chelucci e Olivetti Herrera.

Voz da psicanalista Marília Gabriela.

Cenografia, Trilha, Luz e Figurino: Darson Ribeiro.

Preparação corporal: Gustavo Torres.

Teatro APCD. Rua Voluntários da Pátria, 547, Santana (próximo ao metrô Tietê). Temporada: De 7 de fevereiro até 26 de abril. Sextas-feiras, 21h30; sábados, 21h; e domingos, 19h. Bilheteria: Quarta a sábado, das 15h às 22h; domingo, das 13h às 20h. www.compreingressos.com / telefone (11) 2122-4070. Classificação: 14 anos. Duração: 100 minutos. Preço: R$ 50 e R$ 15 (sócio APCD/ABCD), sexta e domingo; R$ 60 e R$ 20, sócio da APCD/ABCD, sábado 50% de desconto para clientes Itaucard.

No Rio:

Beije minha Lápide é um excelente trabalho que traz o ator Marco Nanini. Texto de Jô Bilac e direção de Bel Garcia.

beijeminhalapide-e1412185344850

Na trama, Bala (Marco Nanini) é um fã de Oscar Wilde que está preso por quebrar a barreira de vidro que isola o túmulo do escritor no célebre cemitério de Père Lachaise, em Paris.

Na cela, ele tem contato com a advogada, com a sua filha e com o carcereiro.

Ficha Técnica e Serviço:

Texto: Jô Bilac

Direção: Bel Garcia

Assistência de Direção: Raquel André

Elenco: Marco Nanini, Carolina Pismel, Júlia Marini e Paulo Verlings

Produzido por Fernando Libonati

Idealização: Marco Nanini e Felipe Hirsch

Figurino: Antônio Guedes

Iluminação: Beto Bruel

Cenografia: Daniela Thomas

Concepção e direção de vídeo: Júlio Parente e Raquel André

Videografismo: Júlio Parente

Trilha sonora: Rafael Rocha

24 de julho – 2 de agosto

24 de julho às 21:00 a 2 de agosto às 19h00

Oi Casa Grande

Rua Afrânio de Melo Franco 290, Leblon, Rio de Janeiro

Classificação: 16 anos

Datas

24/07 – 21h00

25/07 – 21h00

26/07 – 19h00

31/07 – 21h00

01/07 – 21h00

02/07 – 19h00

Teatro Oi Casa Grande. Endereço: Av Afrânio de Melo Franco, 290 – Leblon (ao lado do Shopping Leblon). Telefone: (21) 2511-0800

Para ir além do teatro:

Ivan Lins tem dois CDs reeditados nas comemorações dos 70 anos do músico carioca

unnamed

Cantor, pianista e compositor, Ivan Lins comemora 70 anos em 2015, mesmo ano em que também são festejados seus 50 anos de música, 45 de carreira e 40 de parceria com Vitor Martins.

Os dois álbuns são Modo Livre  e Chama Acesa

Modo Livre (1974)

Quarto trabalho do cantor Ivan Lins, o álbum Modo Livre foi lançado, em 1974, pela gravadora RCA, produzido por Raymundo Bittencourt e com arranjos do maestro Arthur Verocai.

O disco, que marca a estreia da parceria do músico com o compositor Vitor Martins na canção Abre Alas, traz uma bela releitura de Avarandado, música de Caetano Veloso. Faixas: 1. Rei do Carnaval / 2. Deixa Eu Dizer / 3. Avarandado / 4. Tens (Calmaria) / 5. Não Tem Perdão / 6. Abre Alas / 7. Chega / 8. Espero / 9. Essa Maré / 10. Desejo / 11. General da Banda/A Fonte Secou/Recordar é Viver (Recordar).

Chama Acesa (1975)

O álbum, que foi reeditado em 2001, amplia e confirma a parceria do músico com o letrista Vitor Martins, além de outras canções próprias e parcerias com Ronaldo Monteiro de Souza, em melodias clássicas como Não Há Porque e Palhaços e Reis.

Faixas: 1. Sorriso da Mágoa / 2. Nesse Botequim / 3. Chama Acesa / 4. Lenda do Carmo / 5. Joana dos Barcos (Beira-Mar) / 6. Ventos de Junho / 7. Não Há Porque / 8. Demônio de Guarda / 9. Poeira, Cinza e Fumaça / 10.Palhaços e Reis / 11. Corpos.

Dica de Blog: Fui e Vou

A blogueira Rosa Borges reside em Sâo Paulo e está atenta a tudo o que acontece na cidade.

fui e vou

A Rosa é uma grande divulgadora da arte, juntamente com o seu filho Renan.

Teatro, Cinema, Exposição, Viagem, Circo, Show, Mágica, Restaurante, Bistrô, etc. Esportes, campeonato, Passeios. Cultura e lazer.

http://www.fuievou.blogspot.com.br/

 

Por Nanda Rovere10928848_440169949472329_4709229467753456317_n

Jornalista e Historiadora

         nandarovere@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s