DICAS CULTURAIS DIVIRTA-SE

DICAS CULTURAIS

DIVIRTA-SE

Dicas de Teatro

Já indiquei Consertando Frank, mas como o espetáculo volta em cartaz no Teatro Eva Herz, reforço a qualidade desse trabalho. 

Consertando Frank

Temporada: 14 de julho a 1º de setembroTerças-feiras, às 21h00. R$ 50 | 85 minutos | 14 anos | 168 lugaresTeatro Eva Herz – Av Paulista, 2073 – Conjunto Nacional

Um psicoterapeuta desenvolveu um polêmico método de reversão da homossexualidade. Um repórter, persuadido por um psicólogo, se disfarça de paciente para assim realizar a reportagem de sua vida.

Aos poucos, o público percebe que há um pergoso jogo de interesse, e também de sedução.

No elenco Chico Carvalho, Henrique Schafer e Rubens Caribé ( dão um show em cena).

Direção primorosa de Marco Antônio Pâmio, que conheceu o texto em novembro de 2001, durante o Festival Mix Brasil. “Assisti a uma das três exibições da adaptação para cinema da peça, sem saber do que tratava a história. Fiquei impressionado com a força do texto e abordei o diretor do filme, que estava na plateia, pois na época estava à procura de um novo projeto para fazer como ator. Ele me deu o contato do autor Ken Hanes, que prontamente me enviou o texto original, diz”.

Ficha Técnica e Serviço:

Texto: Ken Hanes

Tradução e direção: Marco Antônio Pâmio

Elenco: Chico Carvalho (Frank Johnston)

Henrique Schafer (Dr. Apsey)

Rubens Caribé (Jonathan Baldwin)

Produção: Ronaldo Diaféria e Kiko Rieser

Iluminação: Fran Barros

Trilha sonora: Ricardo Severo

Figurino: Naum Alves de Souza

Cenário: Chris Aizner e Nilton Aizner

Teatro Eva Herz – Av Paulista, 2073 – Conjunto Nacional. 168 lugares.(11) 3170-4059. De 14 de julho a 1º de setembro. Terças-feiras, às 21h00. Ingressos: R$ 50. 85 minutos. 14 anos.

Reestreia de dois solos femininos: FALE MAIS SOBRE ISSO e FESTA 

FALE MAIS SOBRE ISSO, de Flávia Garrafa,  volta em cartaz aos finais de semana no está no Teatro da Livraria da Vila do Shopping JK Iguatemi. Flávia, que também é psicóloga, assina a sua primeira autoria de texto teatral.

Fale mais sobre isso

A peça mostra a capacidade e o desejo da mudança pessoal. No consultório de uma psicoterapeuta passam quatro personagens, os quais revcelam as suas angústias, dúvidas e questionamentos. Direção de Pedro Garrafa.

 

FESTA, solo de Natália Gonsales. O espetáculo teatral está focado no trabalho físico da atriz e explora a complexidade da mulher contemporânea. Dramaturgia de Marcelo Soler e a direção de Lana Sultani.

Serviço – FALE MAIS SOBRE ISSO

Temporada de 4 de julho a 27 de setembro. Sábados às 20h00 e domingos às 18h00.

R$ 60 | 70 min | 12 anos. Teatro Livraria da Vila – JK Iguatemi Av. Juscelino Kubitschek, 2041.

125 lugares.

Serviço – FESTA

festa

Temporada de 4 de julho a 2 de agosto. Sábados às 21h00 e domingos às 19h00.

R$ 30 | 50 min | 12 anos. Viga Espaço Cênico Sala Piscina – Rua Capote Valente, 1323. 40 lugares.

Sobre Cartas & Desejos Infinitos é direcionado aos jovens e segundo release enviado á imprensa,  aposta num formato pouco explorado nos palcos paulistanos.

Sobre cartas &desejos infinitos

A peça acompanha a vida de um menino de 15 anos, Rafael, que está descobrindo muitas coisas e vivendo os dramas e as alegrias da adolescência.

Rafael narra sua história com o auxílio de cartas que ele envia a um amigo. Ao mesmo tempo, outras personagens contam a história do menino, expondo, portanto, diversos pontos de vista sobre o seu comportamento.

Na concepção do diretor Kleber Montanheiro, a história que se passa nos EUA, mas tem um conteúdo universal,  traz detalhes que colocam a trama muito próxima com a realidade brasileira, para  que os jovens se identifiquem com a peça.

A cenografia traz elementos urbanos com linhas arquitetônicas de uma grande metrópole. Destaque: grandes painéis brancos são pintados durante o espetáculo pelos próprios atores, terminando como uma grande graffiti urbano.

Os figurinos e a iluminação também dialogam com a cidade, com as ruas e a movimentação cotidiana.

Ficha Técnica e Serviço:

Autora: Ana Luiza Garcia (livremente inspirado na obra de Stephen Chbosky)

Direção: Kleber Montanheiro

Elenco:  Ana Luiza Garcia, Cassio Prado, Felipe Salarolli, Jully Frediani, Lino Colantoni, Lucas Lentini e Thais Boneville

Preparação Corporal e Assistência de Direção: Daniela Flor

Cenário, Figurinos e Iluminação: Kleber Montanheiro

Assistência de Figurinos: Victoria Moliterno.

Programação Visual e Fotos: Victor Iemini

Produção Gráfica: Felipe Domeneguetti

Assessoria em Grafitti: Renan Alvez

Assessoria em Street Dance: Guilherme Martins

Assessoria de imprensa: Fabio Camara

Idealização e Produção: Eduardo Peixoto.

Realização: Armazém Cultural SP.

Próximo à estação Faria Lima do Metrô. 60 lugares. Acesso para deficientes. DATA: 04/07 até 30/08 (Sábado e Domingos às 20h00).  R$ 30,00 e R$ 15,00 (meia-entrada). Aceita todos os cartões de débito, crédito ou dinheiro. Tel: (11) 2729-5137. Duração: 75 min. Recomendação: 16 anos.LOCAL: Armazém Cultural – Rua dos Cariris, 48 – Pinheiros.

Para ir além do teatro:

Shows comemoram um ano do Teatro Safra:

A programação, que teve início na primeira semana de julho, continua:

CISNE NEGRO CIA DE DANÇA

Programa com três coreografias – 1, 2…7, Calunga e Além da Pele

Dias 24, 25 e 26 julho – sexta-feira às 21h30, sábado às 21 horas e domingo às 19 h00

1, 2…7, coreografia criada em 2007 como presente para a diretora Hulda Bittencourt, que traz a música de Stravinsky – Petites Suites 1 e 2. Em cena sete homens estão a procura de personagens.

Calunga, coreografia de 2011, de Rui Moreira, mergulho nas tradições folclóricas populares do Brasil com unspiração na composição musical de Francisco Mignone (1897-1986) intitulada Maracatu de Chico-Rei (1933).

Além da Pele, do coreógrafo francês Patrick Delcroix. Segundo Patrick a essência da coreografia pode ser traduzida pelas seguintes palavras: “Além da aparência, nós podemos ser qualquer outra coisa, ter uma outra personalidade, ter outros desejos, ou sermos nós mesmos. Cada um é a sua própria imaginação.”

Classificação etária – 14 anos

Duração – 70 minutos

Ingressos – Plateia: R$ 40,00; Mezanino: R$ 30,00 e Mezanino / visão parcialmente prejudicada: R$ 20,00

Show Daniela Mercury, a Voz e o Violão

Daniela Mercury

Dias 31 de julho e 1º e 2 de agosto – sexta-feira e sábado às 21h30 e domingo às 20h00

Classificação etária – 14 anos

Duração – 90 minutos

Ingressos – Premium: R$ 220,00; VIP: R$ 190,00; Mezanino: R$ 120,00 e Mezanino / visão parcialmente prejudicada: R$ 90,00

Serviço: 

TEATRO J. SAFRA – Rua Josef Kryss, 318 – Barra Funda – São Paulo – SP. Telefone: (11) 3611-3042. Estacionamento  Valet Service – R$ 25,00 e estacionamento conveniado com a MultiPark (Rua Josef Kryss, 120) – R$ 15,00. Bilheteria – Quarta e quinta-feira das 14 às 21 horas e de sexta-feira a domingo das 14 horas até o horário dos espetáculos. Capacidade – 633 lugares. Vendas on-line – www.compreingressos.com

Em Átimo – Estudo nº 1, espetáculo de dança,  Beth Bastos faz um solo numa instalação coreográfica. No palco, imagens projetadas têm por objetivo realizar uma investigação em torno da percepção dos sentidos, da memória, do olhar e das questões teóricas originárias da fotografia.  GRÁTIS.

Os movimentos propõem uma reflexão sobre o sensível e buscam promover ma resistência ao ritmo acelerado da contemporaneidade.

Para a construção do espetáculo, dispositivos de movimento, denominados Partituras de Percepção, foram vivenciados pela artista em jardins na cidade de São Paulo.

O evento integra o Projeto Coreográficos, do Sesc Pinheiros, que traz performances, solos, duos e montagens de novos e já consagrados coreógrafos e bailarinos, para a ocupação de espaços alternativos.

Ficha Técnica e Serviço:

Concepção, Criação e Interpretação: Beth Bastos

Pesquisa Fotográfica: Sandro Miano

Ambientação Cênica: André Canada

Consultora Artística: Marta Soares

Iluminação: Hernandes de Oliveira

Ambiente sonoro: Marco Paulo Rolla

Direção de Produção: José Renato Fonseca de Almeida

Assistente de Produção: Larissa Werbisk

Produção Executiva: Cais Produção Cultural

Local: Sesc Pinheiros. Praça.  Datas: Terças e quartas, de 21 a 29/7, às 20h30. SESC PINHEIROS – Endereço: Rua Paes Leme, 195. Bilheteria: Terça a sábado das 10h00 às 21h00. Domingos e feriados das 10h00 às 18h00. Tel.: 11 3095.9400. Estacionamento com manobrista: Terça a sexta, das 7h às 22h; Sábado, domingo, feriado, das 10h às 19h. Taxas / veículos e motos: Matriculados no Sesc: R$ 6,00 nas três primeiras horas e R$ 1,00 a cada hora adicional. Não matriculados no Sesc: R$ 8,00 nas três primeiras horas e R$2,00 a cada hora adicional. Recomendado: livre. Duração: 40 minutos.

EXPOSIÇÃO: IMATERIALIDADE

exposição imaterialidade

A exposição reúne artistas brasileiros e de outras nacionalidades. Curadoria de Adon Peres e Ligia Canongia. Sesc Belenzinho.

São 22 obras, assinadas por 10 artistas brasileiros – Brígida Baltar,Carlito Carvalhosa, Fabiana de Barros & Michel Favre, José Damasceno, Laura Vinci,Marcius Galan, Marcos Chaves, Paola Junqueira, Paulo Vivacqua e Waltercio Caldas – e oito artistas de outras nacionalidades – Anthony McCall (Inglaterra), Ben Vautier (Itália), Bruce Nauman (EUA), Ceal Floyer (Paquistão) François Morellet (França), James Turrell (EUA),Keith Sonnier (EUA) e Ryan Gander (Inglaterra).

De acordo com os realizadores, ¨Os trabalhos evocam a desmaterialização, a sublimação da matéria, ou, artistas que têm o impalpável como elemento principal do trabalho – som, luz, ar, palavra¨.

Segundo a curadora Ligia Canongia, a exposição coloca em evidência  “arte que supõe a visibilidade além do visível, a sensibilidade além dos efeitos físicos das coisas, que trafega através e entre os corpos; situações em que a materialidade perde contornos e se torna fluida e diáfana”.

Ela ainda explica que a proposta sensorial dessa exposição, é a provocação do vazio, da falta, dos intervalos, do vapor e do ar que existe entre todas as coisas, e que nos cerca todo o tempo. “A obra de arte supõe a qualidade de algo que está além de sua presença física, contudo há artistas que trabalham a imaterialidade na constituição mesma das obras, tratam o imaterial como ‘matéria’, explorando estados físicos intermediários que escapam às questões de volume ou espessura e investigam os limites de outras ‘matérias’ insondáveis”.

Alguns destaques:

Brígida Baltar – Rio de Janeiro, 1959. Vive e trabalha no Rio de Janeiro.

Estuda na Escola de Artes Visuais do Parque Lage nos anos 1980. No início da década de 1990 desenvolve séries de trabalhos com materiais encontrados em seu universo doméstico, tais como a água das goteiras e a poeira dos tijolos da casa em que mora. Com o tempo ela incorpora materiais ainda mais intangíveis, como neblina e orvalho, cuja ação de coleta registra em fotografias e filmes. Sua obra multimídia e experimental se caracteriza, entre outros, pela delicadeza, pela presença do corpo e pela indagação sobre a afetividade da memória.

Obra 1: A coleta da neblina, 2002. 16mm. Still do filme Coletas, 1998-2005. Registro: Roberto Amade. Obra 2: A coleta da neblina, 2002. Mini DV. Still do filme Coletas, 1998-2005. Registro: Ana Herter.

Carlito Carvalhosa – São Paulo, 1961. Vive e trabalha no Rio de Janeiro.

Em meados dos anos 1980 forma-se em arquitetura na FAU-USP e integra o ateliê Casa 7, onde produz pinturas em grandes formatos, enfatizando o gesto e a matéria pictórica. Na década de 1990, amplia sua pesquisa sobre as propriedades e limites dos materiais, realizando também esculturas com cera, porcelana, gesso, entre outros. A partir dos anos 2000, cria também grandes instalações com materiais diversos como tecidos, luz branca e toras de madeira, que reordenam e transformam o espaço em que se inserem.

Obra: Precaução de contato, 2014. Copos e luzes fluorescentes. Dimensões variáveis. Coleção do artista. Foto: Everton Ballardin.

Show WANDERLEA no TOM JAZZ!

11113869_675948872505185_8049633789117419603_n

WANDERLÉA SOBE PELA PRIMEIRA VEZ AO PALCO DO TOM JAZZ PARA REVISITAR OS CLÁSSICOS DA JOVEM GUARDA QUE A CONSAGRARAM

Dia 30 de julho às 21h00

R$ 90,00

Apoio PORTO SEGURO Cliente Porto Seguro e acompanhante tem 50% de desconto no valor do ingresso 

https://www.youtube.com/watch?v=XHyNgaIT1QQ&feature=youtu.be

www.tomjazz.com.br/

Depois de temporada em São Paulo e passagem por várias cidades brasileiras, o excelente Tribos estreia para curta temporada no Rio.

Tribos

Sinopse: Em cena, uma família não consegue se entender. O amor existe, mas os desentendimentos são constantes porque o egoísmo e o preconceito acarretam conflitos.

O espetáculo aborda a surdez universal, não apenas a deficiência auditiva, mas aquela que aborda as limitações humanas e desperta sentimentos como o egoísmo, o preconceito, orgulho e a falta de amor.

Bruno Fagundes vive Billy, surdo e que é tratado pela família como se fosse ouvinte. Ele adaptou-se às maneiras não convencionais de sua família, mas não se sente como parte dela. O núcleo familiar é formado por Billy, pelo pai Christopher (Antonio Fagundes) e pela mãe Beth (Eliete Cigaarini), e completada pelos irmãos Daniel (Guilherme Magon) e Ruth (Maíra Dvorek).

Quando Billy conhece Sylvia (Arieta Correia), uma jovem mulher prestes a ficar surda, ele começa a entender o que significa pertencer a algum lugar.

O elenco é talentoso e Bruno Fagundes merece destaque para a sutileza de sua interpretação, se mostrando um ator cada vez mais competente e maduro.

Imperdível!

Ficha Técnica e Serviço:

Autor: Nina Raine

Tradutor: Rachel Ripani

Diretor: Ulysses Cruz

Elenco: Bruno Fagundes, Arieta Correia, Eliete Cigaarini, Guilherme Magon, Maíra Dvorek e Antonio Fagundes

Figurinista: Alexandre Herchcovitch

Cenógrafo: Lu Bueno

Iluminador: Domingos Quintiliano

Trilha: André Abujamra

Datas: 2 a 26 de Julho (de quinta a domingo). Horários: Quinta a Sábado às 19h e Domingo às 18h00. Sessões com acessibilidade para deficientes auditivos e visuais: 11/07, sábado às 19h00 e 25/07, sábado às 19h00.  Local: Teatro Sesc Ginástico – Avenida Graça Aranha, 187, Centro. Ingresso: R$5 (associados Sesc), R$10 (estudantes e idosos) e R$20. Recomendado: 14 anos. Mais informações: (21) 2279-4027.

A Cia carioca OmondÉ completa 5 Anos e apresenta seu repertório de 16 de julho a 2 de agosto no Teatro Dulcina, dentro da ocupação Dulcina em Foco.

Formam a Cia: Inez Viana, Carolina Pismel, Debora Lamm, Iano Salomão, Jefferson Schroeder, Juliane Bodini, Junior Dantas, Leonardo Bricio, Luis Antonio Fortes e Zé Wendell, a produtora Claudia Marques e artistas colaboradores Marcelo Alonso Neves, Flávio Souza e Renato Machado e Dani Amorim

No palco do teatro Dulcina estarão textos assinados por Ariano Suassuna (As Cochambranças de Quaderna – ja foi apresentado), Jô Bilac (“Os Mamutes” e “Infância, tiros e plumas”) e pela própria Inez adaptando um romance trágico de Alcione Araújo (“Nem mesmo todo o oceano”).

Durante o repertório, em parceria com a Editora Cobogó, será lançado 3 livros com os textos das peças Os Mamutes, Infância, tiros e plumas e Nem mesmo todo o oceano.

SERVIÇO

Teatro Dulcina. Rua Alcindo Guanabara 17, Centro – RJ (tel. 2240-4879).

Próximo a Estação Cinelândia do Metrô. Horário: 19 horas. Ingressos: R$ 20,00.

OS MAMUTES

Os Mamutes

Situações absurdas são mostradas nesse espetáculo, que retrata o quanto o ser humano pode ter que deixar de lado valores morais para conseguir o seu objetivo; mostra o quanto o ser humano pode ser cruel para defender os seus interesses. Esse espetáculo fez apresentação especial no Itaú Cultural.

De Jô Bilac

Dias 22, 23 e 24/07 às 19h

Classificação: 16 anos

Comédia

Os Mamutes foi escrito por Jô Bilac aos 18 anos e segundo declaração própria, tratou-se de um delírio juvenil.

SINOPSE: Isadora, menina perversa, tem apenas 9 anos. Está trancada em seu quarto e escreve a história de Leon – um rapaz honesto, criado pela avó através dos valores cristãos – que precisa de um emprego para sustentá-los. Com isso, tenta uma vaga de fritador de hambúrgueres na Mamute’s Food. Para conseguir a vaga, ele precisa matar um mamute – um ser humano sem valores morais – ele se vê então diante de uma encruzilhada: Matar um ser humano, por pior que ele seja, ou entrar para o sistema como um caçador de mamutes, com regras e valores próprios?

FICHA TÉCNICA – Texto: Jô Bilac / Direção: Inez Viana / Direção de Produção: Claudia Marques / Elenco: Debora Lamm, Leonardo Bricio, Ricardo Souzedo, Carolina Pismel, Iano Salomão, Juliane Bodini, Zé Wendell, Junior Dantas, Jefferson Schroeder e Luiz Antonio Fortes / Músicos: Eveline Garcia, Aline Gonçalves e Felipe Antello / Cenário: Nello Marrese / Figurinos: Flávio Souza / Direção Musical: Marcelo Alonso Neves / Iluminação: Renato Machado / Direção de Movimento: Dani Amorim / Assistente de direção: Leila Maria Moreno / Produção executiva: Rafael Faustini e Jéssica Santiago

NEM MESMO TODO O OCEANO

De Alcione Araújo – Adaptação Inez Viana

Dias 25 e 26/07 às 19h

Classificação: 16 anos

Drama

SINOPSE: Na peça, assim como no romance, fatos reais se misturam à ficção, trazendo imediata identificação de uma das mais agravantes e dolorosas épocas do nosso país, a era da inocência perdida. Ameaçado de morte, um médico que assistia torturas nos porões da ditadura militar brasileira prepara-se para explicar seu comportamento a um grupo de jornalistas. Logo antes, ele rememora sua vida inteira e tenta entender como e por que ele, o garoto esforçado do interior, chegou até ali.

FICHA TÉCNICA – Autor: Alcione Araújo / Adaptação e direção: Inez Viana / Direção de produção: Claudia Marques / Elenco: Leonardo Bricio, Iano Salomão, Zé Wendell, Jefferson Schroeder, Junior Dantas e Luis Antonio Fortes / Iluminação: Renato Machado / Figurino: Flávio Souza / Direção musical: Marcelo Alonso Neves / Consultoria dramatúrgica: Pedro Kosovski / Assistentes de direção: Carolina Pismel, Debora Lamm e Juliane Bodini / Produção executiva: Rafael Faustini e Jéssica Santiago

INFÂNCIA, TIROS E PLUMAS

De Jô Bilac

Dias 30 e 31/07, 01 e 02/08 às 19h

Classificação: 14 anos

Drama

SINOPSE: A peça trata da decadência humana a partir de trajetos que se cruzam, gerando uma série de incidentes envolvendo crianças. Tudo se potencializa no ar, de maneira irreversível, modificando para sempre a vida daquelas pessoas, que em comum, possuem o desejo de vingança e a vontade de apagarem de suas memórias as próprias trajetórias. Três histórias se cruzam: Marín, mulher desequilibrada e bipolar, está num processo litigioso de separação com Henrique, médico famoso por inventar um antidepressivo que cura traumas da infância. Porém, mesmo nessa situação, resolvem comemorar o aniversário do filho de 9 anos, Júnior, numa viagem à Disney. Enquanto isso, Suzaninha, garota mimada e arrogante, que além de miss mirim é campeã de tiros, está acompanhada de seu segurança Argos, que por medo de voar se embriaga, deixando vir a tona toda sua violência. No mesmo vôo, ainda viajam os traficantes Pitil e Fernando, também funcionários da companhia aérea, que sequestram Juanito, um cucaracho de 4 anos, para fazê-lo de “mula”, transportando em sua mochila, um produto ilícito.

FICHA TÉCNICA – Texto: Jô Bilac / Direção: Inez Viana / Direção de Produção: Claudia Marques / Elenco: Carolina Pismel, Debora Lamm, Iano Salomão, Jefferson Schroeder, Juliane Bodini, Junior Dantas, Leonardo Bricio, Luis Antonio Fortes e Zé Wendell / Stand in: Karina Ramil / Cenário: Mina Quental – Atelier na Glória / Iluminação: Renato Machado e Ana Luzia de Simoni / Figurino: Flavio Souza / Direção Musical: Marcelo Alonso Neves / Direção de Movimento: Dani Amorim / Visagismo: Marcio Mello / Assistente de Direção: Marta Paret / Assistente de Produção: Maíra Zago / Produtores Executivos: Rafael Faustini e Jéssica Santiago.

 

Nanda Rovere

Jornalista e Historiadora

nandarovere@gmail.com10928848_440169949472329_4709229467753456317_n

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s