Dicas Culturais da Nanda Rovere

Teatros confortáveis e bonitos (Net e Porto Seguro) divulgam a programação com artistas de muito talento:

Teatro Porto Seguro – programação para o início de 2016

urinal

Urinal, O Musical

Texto: Greg Kotis e Mark Hollmann

Direção: Zé Henrique de Paula

Temporada: De 17 de fevereiro a 21 de abril – Quartas e quintas, às 21h.

Ingressos: R$ 80,00 plateia / R$ 50,00 balcão e frisas

Classificação: 10 anos

Duração: 135 minutos (15 min de intervalo)

Sinopse:

Em URINAL, O MUSICAL, uma seca de vinte anos (época conhecida como os Anos Fedidos) causou uma terrível falta de água, fazendo com que banheiros particulares deixassem de existir.

Toda a atividade sanitária da população é realizada em banheiros públicos controlados por uma megacorporação chamada Companhia da Boa Urina, comandada pelo ardiloso Patrãozinho. As pessoas devem pagar para usar essas dependências. E quem não pode pagar? Não pode fazer em outro lugar. Essas pessoas são levadas para um lugar misterioso, chamado Urinal.

Revoltado coma situação, o jovem Bonitão inicia uma revolta popular que pode mudar o destino de todos.

Imperdível!

a casa dos budas ditosos

A Casa dos Budas Ditosos

Texto: João Ubaldo Ribeiro

Com Fernanda Torres

Direção: Domingos de Oliveira

Dramaturgia: Domingos de Oliveira e Fernanda Torres

Temporada: Dias 19, 20 e 21 de fevereiro. Sexta-feira às 21h. Sábado às 18h e 21h. Domingo às 18h.

Ingressos: R$ 120,00 plateia / R$ 90,00 balcão e frisas

Classificação: 18 anos

Duração: 80 minutos

Em A Casa dos Budas Ditosos, uma comédia adaptada por Domingos de Oliveira do romance homônimo de João Ubaldo Ribeiro, a atriz Fernanda Torres interpreta uma libertina baiana sexagenária que detalha as incontáveis experiências sexuais que teve ao longo da vida.

Mônica_Martelli ©Lívio_Campos 4 (1)

Os Homens são de Marte… e é pra lá que eu vou!

Texto e interpretação: Mônica Martelli

Direção: Victor Garcia Peralta

Temporada: De 04 a 27 de março. Sextas e sábados, às 21h. Domingos, às 18h.

Ingresso: R$ 80,00 plateia / R$ 50,00 balcão e frisas

Classificação: 14 anos

Duração: 70 minutos

Em cartaz há 10 anos, com mais de 2 milhões de espectadores, rendeu indicação ao Prêmio Shell de Melhor Atriz para Mônica Martelli, em 2005. A atriz vive uma mulher em busca de seu grande amor.

Simone Mazzer_Foto Alexandre Moreira 117 BX (3)

Show

Simone Mazzer no show Férias em Videotape

Dia 23 de fevereiro, terça-feira, às 21h00.

Ingressos: R$ 60,00 plateia / R$ 40,00 balcão e frisas

Classificação: 14 anos

Duração: 80 minutos

Cantora e atriz de Londrina (PR), Simone Mazzer é cantora e atriz. Férias em Vídeotape é o nome do seu primeiro álbum, lançado em 2015.

No palco, a atriz interpreta canções do disco, releiturase inéditas, como Tango do Mal (trilha da novela Babilônia, da TV Globo) e Dei um Beijo na Boca do Medo.

kiara sasso

Espetáculo Infantil

O Palhaço e a Bailarina

Concepção: Lázaro Menezes

Texto: Lázaro Menezes

Direção : Lázaro Menezes e Kiara Sasso

Elenco: Kiara Sasso, Lázaro Menezes e Marcelo Goes

Temporada: De 27 de fevereiro a 15 de maio. Sábados e domingos, às 15h.

Ingresso: R$ 50,00 plateia / R$ 30,00 balcão e frisas

Classificação: livre

Duração: 65 minutos

O espetáculo infantil é uma comovente história de amor vivida e sonhada por um casal de artistas, um palhaço e uma bailarina. Ambos vivem e trabalham juntos em um circo que tem como administrador um fracassado domador de leões. O dono do circo não permite os encontros entre os artistas, mas o palhaço esperto sempre dá um jeito de ver sua amada.

Tudo se complica quando o carrasco perde seu circo em um jogo de cartas e demite todos os artistas, menos a bailarina Anabel. Acorrentada a uma caixinha de música ela é obrigada a se apresentar para pequenos públicos e arrecadar algum dinheiro. O Palhaço, tomado de coragem e amor, parte em uma grande aventura para resgatá-la.

TEATRO PORTO SEGURO

Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos – São Paulo.

Telefone (11) 3226.7300

Capacidade: 484 lugares

Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto na compra de um ingresso + acompanhante

Formas de pagamento: Todos os cartões de crédito e débito

Acessibilidade: 10 lugares para cadeirantes e 5 cadeiras para obesos

Estacionamento no local: Estapar R$ 20,00 (self parking) – Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto

Serviço de Vans: TRANSPORTE GRATUITO ESTAÇÃO LUZ – TEATRO PORTO SEGURO – ESTAÇÃO LUZ. O Teatro Porto Seguro oferece vans gratuitas da Estação Luz até as dependências do Teatro. COMO PEGAR: Na Estação Luz, na saída Praça da Luz/Rua José Paulino, vans personalizadas passam em frente ao local indicado para pegar os espectadores. Para mais informações, contate a equipe do Teatro Porto Seguro

Happy Hour Restaurante Gemma – quartas, quintas e sextas das 17h às 21h

Vendas: http://www.ingressorapido.com.br

Site: http://www.teatroportoseguro.com.br

Facebook: facebook.com/teatroporto

Instagram: @teatroporto

www.teatroportoseguro.com.br

images (9)

O Theatro Net de São Paulo já divulgou shows de 2016

PAULINHO MOSKA – 15 DE JAN

SHOW Violoz – Moskas, Violões e Voz

Nesse show, o artista leva os seus violões preferidos pela estrada e mais uma vez apresenta um show no formato voz e violão, já que suas apresentações sempre primaram pela estrutura voz e violão, com algumas temporadas realizadas com uma banda.

Entre os destaques do repertório: A seta e o alvo; Último dia e Tudo novo de novo.

Regravações: Enrosca e Terra.

GUILHERME ARANTES – 16 DE JAN

O show solo reúne músicas marcantes de 40 anos de carreira e do seu álbum recente, Condição Humana.

TERESA CRISTINA – 21 DE JAN

Nome de importância no samba apresenta canções de Cartola.

DANIEL BOAVENTURA & TRIO – 22 E 23 DE JAN

Além de interpretar canções como The Lady is a Tramp, Never Can Say Goodbye, Last Dance e o bolero Perhaps, Boaventura faz homenagem a Roberto Carlos interpretando três músicas: Como Vai Você, Olha e Como é Grande O Meu Amor Por Você.

DANIELA MERCURY – 25 E 26 DE FEV

No Daniela Mercury, A Voz e o Violão,a artista interpreta sucessos da carreira, além de inéditas de seu novo disco e outros sucessos da MPB,  que Daniela sempre desejou regravar.

ALCEU VALENÇA – 27 E 28 DE FEV

Apresenta sucessos como Táxi Lunar e Tropicana e composições recentes.

Para saber mais:

http://www.theatronetsaopaulo.com.br/

 

O dramaturgo Alexandre Dal Farra e a atriz Janaina Leite falam sobre a criação do espetáculo Teorema 21 e sobre a trajetória do Grupo XIX

Grupo XIX de Teatro estreia Teorema 21, espetáculo inspirado em obra do cineasta, escritor e poeta italiano Pier Paolo Pasolini (1922-1975)
O projeto, que teve início em 2015 (ano dos 40 anos da morte do artista italiano), é livremente inspirado na obra Teorema 21, que faz duras críticas ao consumismo.

A direção é de Luiz Fernando Marques (Lubi) e a dramaturgia é de Alexandre Dal Farra, que assinam a quarta parceria. Lubi e Dal Farra trabalharam juntos, nas revisões do texto e na experimentação das cenas.

As sessões acontecem de sexta a domingos, às 18h00, com entrada franca.

http://www.deolhonacena.com.br/index.php?pg=3a2b&sub=28#linha

12552698_495049673953250_531389429844226673_n

Show: Caravana Tonteria com Letícia Sabatella

No espetáculo Caravana Tonteria, Letícia está ao lado do seu marido, o ator e multi-instrumentista Fernando Alves Pinto (serrote, trompete, violão e voz) e dos músicos Paulo Braga (piano) e Zéli Silva (contra-baixo). Direção artística do músico Arrigo Barnabé.

O espetáculo, que estreou em 2014 ( na Virada Cultural paulistana) traz o clima de um cabaré itinerante. Teatro, poesia e música se misturam.

O repertório é formado por canções de vários estilos musicais ( como o jazz , flamenco, tango e rumba), de autoria de Letícia e traz também composições de Chico Buarque, Colle Porter, Kurt Weill, Duke Ellington e Carlos Gardel.

Depois de apresentações em São Paulo e diversas cidades brasileiras, Caravana Tonteria faz curta temporada no Teatro Itália, também na capital paulista.
Mais informações: http://www.deolhonacena.com.br/index.php?pg=4bb&sub=88#linha

Serviço:
Temporada – De 23/01 a 28/02, sempre aos sábados e domingos
Teatro Itália
276 lugares
Avenida Ipiranga 344 – Edifício Itália – Subsolo
Metrô República
Informações: 3255.1979
Sábados – R$ 80,00 e meia R$ 40,00
Domingos – R$ 70,00 e meia R$ 35,00
Meia-entrada:
50% para pessoas de idade igual ou superior a 60 anos.
50% para estudantes.
Sábados, às 21h00
Domingos, às 19h00
Duração- 90 minutos
Indicação Faixa Etária – livre
Compre Ingressos – http://www.compreingressos.com
Compre pelo telefone de segunda a domingo das 9h às 21h
(11) 2122-2474
Funcionamento da Bilheteria:

Terça a domingo das 15h00 até o início do espetáculo. | Nos dias que não houver espetáculos a bilheteria funciona até às 19h00
Promoção Itaucard para os que comprarem pelo Compre Ingressos – 50% de desconto para clientes Itaucard. Estacionamento com manobristas – R$ 25,00

 

cinema figurino

Raposo Shopping traz miniatura de figurinos de cinema

Miniaturas de figurinos que marcaram a sétima arte estão na exposição  ‘FIGURINOS DE CINEMA – Sigbol Tesoura de Ouro

Estudantes de moda recriaram 50 roupas que foram usadas por personagens de filmes e participaram da 13ª. edição do Concurso Sigbol Tesoura de Ouro, realizado anualmente pela escola de moda Sigbol Fashion.

Os alunos tiveram a liberdade de reproduzir livremente, nas proporções de um mini-busto, e foram avaliados nos quesitos  reprodução, modelagem desenvolvida (interpretação de figurino), material utilizado, originalidade, acabamento da peça e enfoque do tema.

O concurso é formado pelas categorias: Melhor Reprodução, Melhor Modelagem e Melhor Acabamento.

Confira virtualmente os trajes da exposição:

http://www.sigbol.com.br/concurso/tesouraouro-XIII.htm

Período: 09/12/2015 à 17/02/2016

Local: Raposo Shopping / São Paulo

Endereço: Rodovia Raposo Tavares, km 14,5 – São Paulo – Jardim Boa Vista

Onde: Piso São Paulo, do Raposo Shopping

Entrada: Grátis

Livre

Mais informações: http://www.rapososhopping.com.br ou pelo telefone (11) 3732-5000.

Horário de Funcionamento

Seg. a Sáb: Lojas 10h00 às 22h00 Alimentação: 10h00 às 20h00

Dom. e Feri: Lojas 14h00 às 20h00 Alimentação: 11h00 às 22h00

cecilia-meireles

Texto e Poesias de Cecília Meireles

 

O Fim do Mundo

Cecília Meireles
A primeira vez que ouvi falar no fim do mundo, o mundo para mim não tinha nenhum sentido, ainda; de modo que não me interessava nem o seu começo nem o seu fim. Lembro-me, porém, vagamente, de umas mulheres nervosas que choravam, meio desgrenhadas, e aludiam a um cometa que andava pelo céu, responsável pelo acontecimento que elas tanto temiam.

Nada disso se entendia comigo: o mundo era delas, o cometa era para elas: nós, crianças, existíamos apenas para brincar com as flores da goiabeira e as cores do tapete.

Mas, uma noite, levantaram-me da cama, enrolada num lençol, e, estremunhada, levaram-me à janela para me apresentarem à força ao temível cometa. Aquilo que até então não me interessava nada, que nem vencia a preguiça dos meus olhos, pareceu-me, de repente, maravilhoso. Era um pavão branco, pousado no ar, por cima dos telhados? Era uma noiva, que caminhava pela noite, sozinha, ao encontro da sua festa? Gostei muito do cometa. Devia sempre haver um cometa no céu, como há lua, sol, estrelas. Por que as pessoas andavam tão apavoradas? A mim não me causava medo nenhum.

Ora, o cometa desapareceu, aqueles que choravam enxugaram os olhos, o mundo não se acabou, talvez eu tenha ficado um pouco triste – mas que importância tem a tristeza das crianças?

Passou-se muito tempo. Aprendi muitas coisas, entre as quais o suposto sentido do mundo. Não duvido de que o mundo tenha sentido. Deve ter mesmo muitos, inúmeros, pois em redor de mim as pessoas mais ilustres e sabedoras fazem cada coisa que bem se vê haver um sentido do mundo peculiar a cada um.

Dizem que o mundo termina em fevereiro próximo. Ninguém fala em cometa, e é pena, porque eu gostaria de tornar a ver um cometa, para verificar se a lembrança que conservo dessa imagem do céu é verdadeira ou inventada pelo sono dos meus olhos naquela noite já muito antiga.

O mundo vai acabar, e certamente saberemos qual era o seu verdadeiro sentido. Se valeu a pena que uns trabalhassem tanto e outros tão pouco. Por que fomos tão sinceros ou tão hipócritas, tão falsos e tão leais. Por que pensamos tanto em nós mesmos ou só nos outros. Por que fizemos voto de pobreza ou assaltamos os cofres públicos – além dos particulares. Por que mentimos tanto, com palavras tão judiciosas. Tudo isso saberemos e muito mais do que cabe enumerar numa crônica.

Se o fim do mundo for mesmo em fevereiro, convém pensarmos desde já se utilizamos este dom de viver da maneira mais digna.

Em muitos pontos da terra há pessoas, neste momento, pedindo a Deus – dono de todos os mundos – que trate com benignidade as criaturas que se preparam para encerrar a sua carreira mortal. Há mesmo alguns místicos – segundo leio – que, na Índia, lançam flores ao fogo, num rito de adoração.

Enquanto isso, os planetas assumem os lugares que lhes competem, na ordem do universo, neste universo de enigmas a que estamos ligados e no qual por vezes nos arrogamos posições que não temos – insignificantes que somos, na tremenda grandiosidade total.

Ainda há uns dias a reflexão e o arrependimento: por que não os utilizaremos? Se o fim do mundo não for em fevereiro, todos teremos fim, em qualquer mês…
Texto extraído do livro “Quatro Vozes”, Distribuidora Record de Serviços de Imprensa – Rio de Janeiro, 1998, pág. 73.

 

Atitude
Minha esperança perdeu seu nome…
Fechei meu sonho, para chamá-la.
A tristeza transfigurou-me
como o luar que entra numa sala.

O último passo do destino
parará sem forma funesta,
e a noite oscilará como um dourado sino
derramando flores de festa.

Meus olhos estarão sobre espelhos, pensando
nos caminhos que existem dentro das coisas transparentes.

E um campo de estrelas irá brotando
atrás das lembranças ardentes.

 

Gargalhada
Homem vulgar! Homem de coração mesquinho!
Eu te quero ensinar a arte sublime de rir.
Dobra essa orelha grosseira, e escuta
o ritmo e o som da minha gargalhada:

Ah! Ah! Ah! Ah!
Ah! Ah! Ah! Ah!

Não vês?
É preciso jogar por escadas de mármores baixelas de ouro.
Rebentar colares, partir espelhos, quebrar cristais,
vergar a lâmina das espadas e despedaçar estátuas,
destruir as lâmpadas, abater cúpulas,
e atirar para longe os pandeiros e as liras…

O riso magnífico é um trecho dessa música desvairada.

Mas é preciso ter baixelas de ouro,
compreendes?
— e colares, e espelhos, e espadas e estátuas.
E as lâmpadas, Deus do céu!
E os pandeiros ágeis e as liras sonoras e trêmulas…

Escuta bem:

Ah! Ah! Ah! Ah!
Ah! Ah! Ah! Ah!

Só de três lugares nasceu até hoje essa música heróica:
do céu que venta,
do mar que dança,
e de mim.

http://www.jornaldepoesia.jor.br/

Sobre Cecília Meirelles

http://www.releituras.com/cmeireles_bio.asp

Professora municipal, Cecília Benevides de Carvalho Meireles nasceu em 7 de novembro de 1901

Em1919, publica seu primeiro livro de poesias, Espectro. Seguiram-se Nunca mais… e Poema dos Poemas, em 1923, e Baladas para El-Rei, em 1925.
De 1930 a 1931, mantém no Diário de Notícias uma página diária sobre problemas de educação.

Em 1934, organiza a primeira biblioteca infantil do Rio de Janeiro, ao dirigir o Centro Infantil, que funcionou durante quatro anos no antigo Pavilhão Mourisco, no bairro de Botafogo.Colabora ainda ativamente, de 1936 a 1938, no jornal A Manhã e na revista Observador Econômico.

A concessão do Prêmio de Poesia Olavo Bilac, pela Academia Brasileira de Letras, ao seu livro Viagem, em 1939, resultou de animados debates, que tornaram manifesta a alta qualidade de sua poesia.

Aposenta-se em 1951 como diretora de escola, porém continua a trabalhar, como produtora e redatora de programas culturais, na Rádio Ministério da Educação, no Rio de Janeiro (RJ).

Falece no Rio de Janeiro, a 9 de novembro de 1964. Recebe inúmeras honrarias e prêmios. Entre escolas e espaços que levam seu nome está a Sala Cecília Meireles no Largo da Lapa, Rio de Janeiro.
Um abraço!

Nanda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s