Dicas Culturais da Nanda Rovere

ccbb

Janeiro terminando com dicas muito legais!

Chet Baker, Apenas um Sopro no CCBB São Paulo

Chet Baker, Apenas um Sopro, de Sergio Roveri e direção de José Roberto Jardim, traz o músico e ator Paulo Miklos como protagonista, a sua estreia no teatro.

Com Anna Toledo, Jonathas Joba, Piero Damiani e Ladislau Kardos. O produtor Fábio Santana é o idealizador do projeto.

Depois de trabalhos elogiados no cinema e de uma longa trajetória na banda Titãs,  Miklos vive o músico de jazz norte-americano Chesney Henry Baker Jr, mundialmente conhecido como Chet Baker (1929-1988).

Roveri partiu de um fato real da vida do músico norte-americano para criar a história: no fim da década de 60, ele foi violentamente espancado em uma rua de São Francisco e a agressão provavelmente ocorreu devido à dívidas com traficantes.

Segundo o autor, o objetivo não foi fazer um espetáculo biográfico mas mostrar o componente humano, as fraquezas, as dúvidas, as inquietações, os prazeres e as alegrias do artista e da profissão.

As cenas são ambientadas num estúdio de gravação, após a recuperação de Chet. O artista está ao lado de seus músicos e de sua cantora, com os quais estabelece uma relação complicada, dolorida, mas também solidária.

Segundo o diretor José Roberto Jardim, também convidado por Santana para integrar o projeto, esse trabalho é uma experienciação músico-narrativa, pois o estúdio funciona de forma real, ao vivo.

Os atores manipulam os instrumentos e acionam todos os aparelhos. Além disso, a iluminação não usa os refletores do teatro, estão integradas ao cenário-estúdio.

Ficha Técnica e Serviço:

Patrocínio: Banco do Brasil

Realização: Centro Cultural Banco do Brasil

Dramaturgia: Sérgio Roveri

Direção:  José Roberto Jardim

Elenco:  Paulo Miklos, Anna Toledo, Jonathas Joba, Piero Damiani e Ladislau Kardos

Produtor e idealizador:  Fábio Santana.

Direção Musical:  Piero Damiani

Figurinista: João Pimenta

Cenografia: Academia de Palhaços

Designer de luz: Aline Santini

Fotografia:  Victor Lemini

Produção Executiva:  Milena Castro

Assessoria de imprensa:  Pombo Correio

Produção:  T3rceiro Sinal Produções Culturais

De 20 de janeiro a 07 de abril de 2016. Segundas, quartas e quintas às 20h00. Classificação indicativa: 14 anos.

Duração: 1h20. Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Álvares Penteado, 112 – Centro – SP. Próximo às estações Sé e São Bento do Metrô. Informações: (11) 3113-3651/3652. Ingressos: R$ 10,00 (meia R$ 5,00). Funcionamento da bilheteria: das 9 às 21h, de quarta a segunda Capacidade do teatro: 130 lugares Acesso e facilidades para pessoas com deficiência física // Ar-condicionado // Loja // Café Cafezal.

http://www.bb.com.br/cultura  –  www.twitter.com/ccbb_sp  –  www.facebook.com/ccbbsp

Ingresso pela Internet: www.ingressorapido.com.br

Estacionamento conveniado: Estapar Rua Santo Amaro, 272

Informações pelo telefone (11)3113.3651. R$ 15,00 pelo período de 5 horas. (Necessário validar o ticket na bilheteria do CCBB.). Traslado gratuito. Transporte gratuito até as proximidades do CCBB – embarque e desembarque na Rua Santo Amaro, 272, e na Rua da Quitanda, próximo ao CCBB. No trajeto de volta, tem parada no Metrô República.

Cais-sugestão-foto-ligia-jardim2-606x404

CAIS ou da Indiferença das Embarcações

Um espetáculo sensível, que merece casa cheia, os prêmios e críticas positivas que recebeu.

Na trama, que tem como principal cenário um cais, onde as pessoas chegam e deixam a cidade, acontecem encontros e desencontros de três gerações de uma família moradora da ilha.

A história é contada a partir do velho barco Sargento Evilázio e o público acompanha as tristezas e alegrias dos personagens.

Não vemos o tempo passar porque a peça cativa. Destaque para a trilha sonora tocada ao vivo.

¨A peça se passa nas viradas de ano, momento em que a maioria dos seres humanos se toma da responsabilidade de rever suas ações e refletir sobre elas, projetando para o ano que virá a possibilidade de serem seres humanos melhores, querendo seguir sua consciência, mas influenciados pelo movimento das marés e das tempestades, num limite impossível de definir entre o externo e o interno. A peça trata basicamente da separação que há entre o discurso humano e suas ações. Somos donos de nosso destino?¨, diz a sinopse.
Temporada de 16 de janeiro a 15 de fevereiro no TEATRO VIGA.
Aos sábados, domingos e segundas às 20h00.

Duração: 180 min.

simpaec

Belo Horizonte sedia 42ª Campanha de Popularização do Teatro e Dança (CPTD)

São espetáculos a preços populares que ocupam os teatros da capital mineira

Data: de 06.01.2016 até 06.03.2016

Veja o Grupo Galpão

ggg

OS GIGANTES DA MONTANHA
Direção: Gabriel Villela
28, 29 e 31 de janeiro de 2016
Quinta e sexta – 20h30 e domingo – 19h
Grande Teatro do Palácio da Artes
Avenida Afonso Pena, 1537 – Centro
Informações: 31 3236 7400
(Dia 30/01 não haverá apresentação)

———————————————————

Galpão


TILL, A SAGA DE UM HERÓI TORTO
Direção: Júlio Maciel
19, 20 e 21 de fevereiro de 2016
Sexta e sábado – 21h e domingo – 19h
Grande Teatro do Sesc Palladium
Rua Rio de Janeiro, 1046 – Centro
Informações: 31 3214-5350

INGRESSOS a R$12 nos postos do Sinparc e no site sinparc.com.br
VENDAS na bilheteria do teatro: R$ 30 e R$ 15.

Classificação: Livre
www.grupogalpao.com.br

http://www.sinparc.com.br

Telefone: 31 3272-7487 e 3201-4369

Fiquem ligados na programação:

POSTOS DE VENDA SINPARC

POSTO MERCADO DAS FLORES

Av. Afonso Pena,1055, esquina com Rua da Bahia – Centro – Belo Horizonte/MG 31 3272-7487

Horário de Funcionamento: Quarta-Feira a Sábado: 13h às 18h:30m Domingos e feriados: 13h00 às 17h00

POSTO FNAC – BH SHOPPING

BH Shopping 4º piso

Horário de Funcionamento: Segunda-Feira a Sábado: 10h às 20h Domingos e feriados : 12h00 às 18h00

teatro_municipal_rio_de_janeiro_5.jpg

O Theatro Municipal do Rio vai receber cerca de 30 espetáculos em 2016.

Entre os destaques:

Missa solemnis. Concerto com música de Beethoven. Dias 4 e 5 de março.

Apoteose da dança. Balé com os títulos “Age of innocence” (de Philip Glass e Thomas Newmann) e “Sétima sinfonia” (de Beethoven), com coreografias de Edwaard Liang e Uwe Scholz. Dias 12, 13, 16, 17, 19, 20, 23 e 24 de março.

Réquiem. De Verdi. Dia 30 de abril.

Serse. Ópera de Händel em forma de concerto. Dias 13 e 15 de maio.

La bohème. Ópera de Puccini. Dias 22, 24, 26 e 28 de maio.

Orfeu e Eurídice. Ópera de Gluck. Dias 3, 5, 7, 9, 12 e 14 de julho.

Alma brasileira. Concerto com obras de Villa-Lobos. Dias 18, 19 e 20 de agosto.

O barbeiro de Sevilha. Ópera de Rossini. Dias 4, 6, 8 e 10 de setembro.

Ópera Mozart & Salieri e balé Sheherazade. Ambos com música de Rimsky-Korsakov, em programa duplo. Dias 28, 29 e 30 de setembro e 1º e 2 de outubro.

Lo Schiavo. Ópera de Carlos Gomes. Dias 21, 23, 25, 27 e 29 de outubro.

O boi e o burro a caminho de Belém. Ópera de Tim Rescala, em forma de concerto. Dias 2, 4, 9 e 11 de dezembro.

O Quebra-nozes. Balé com coreografia de Lev Ivanov. Dias 14, 15, 16, 17, 18, 20, 21, 22, 23, 27, 28, 29 e 30 de dezembro.

http://www.theatromunicipal.rj.gov.br/theatro-municipal-programa-2016.pdf

teatro municupal

Boa Vista, capital de Roraima, ganha teatro Municipal

Avevida Glauco de Paiva, bairro São Vicente, zona Sul da Capital

O local terá subsolo onde funcionará parte do apoio do palco para as apresentações e o elevador para orquestras

Térreo, onde ficarão o público, artistas, camarins e recepção.

Segundo pavimento,  com  um teatro escola, para receber eventos menores.

O terceiro piso será aberto para o setor administrativo.

A obra está avaliada em aproximadamente R$ 41,9 milhões. Os recursos são do Ministério do Turismo.

De acordo com o projeto, o prédio terá três níveis com 12.107 m² de área construída, com 30 salas.

http://www.folhabv.com.br/

https://www.facebook.com/Teatro-Municipal-de-Boa-Vista-Roraima-308627222601161/timeline/

campinas.jpg

Teatro em Campinas:

Teatro Brasil Kirin de Campinas também divulga programação (de janeiro)

Entre os destaques está Enfim.nós, com Cássio Reis e Fernanda Vasconcelos

A comédia romântica é de Bruno Mazzeo e Claudio Torres Gonzaga

Data / Hora

29/01/2016 a 31/01/2016

 

Sinopse resumida:

A peça  conta a história de Zeca e Fernanda. Os dois vão passar o seu primeiro dia dos namorados juntos desde que decidiram dividir o mesmo teto. O problema é que um pequeno incidente faz com que eles fiquem presos no banheiro.

http://teatrogt.com.br/

museu

Para ir além do teatro:

Museu Catavento sedia exposição com peças da Embraer, empresa aeroespacial do Brasil.

Para o público infanto-juvenil,

Entre os destaques:

Um modelo do avião Bandeirante, em que os visitantes poderão entrar na cabine de passageiros, maquetes de aviões, roupa de piloto e outros objetos.

O objetivo é mostrar um pouco da história da aviação e engenharia aeronáutica.

Serviço:

De 9 de dezembro a 9 de fevereiro

horário(s): de terça a domingo, das 9h00 às 17h00

preço(s): R$ 6 e meia-entrada para estudantes, idosos e portadores de deficiência. Entrada gratuita aos sábados

Onde: Catavento cultural e educacional

Praça cívica Ulisses Guimarães, s/nº, Palácio das Indústrias – Brás

www.cataventocultural.org.br/

dib

Poesias de Dib Carneiro Neto, no blog Segundas Líricas –http://segundasliricasdib.blogspot.com.br/, os quais foram publicados no livro

As suas criações fizeram parte da coletânia Dia de Ganhar Presente, Editora Íthala

livro dib

Obstáculo

Dib Carneiro Neto

O que eu queria mesmo

Era meter a mão no seu peito

Ir rasgando tecido por tecido

Ir varando carnes e músculos

Até alcançar seu coração lotado

E arrancar de dentro dessa bomba quente

O único obstáculo da minha triste vida:

A tabuleta que diz “Ocupado”

 

Tio na poltrona

Dib Carneiro Neto

Quero escrever assim de lampejo

Coisa ligeira, mas funda.

Que demorar não posso não.

Eu bem sei de mim o meu sono.

Sim, eu tenho um sono.

Desses, igual que nem peixe.

Isso! Um sono de pescaria do tio

na sala de visitas da vó

enquanto fala a minha mãe.

Tio que dorme até-inté-de-pé,

Tio entorpecido, anestesiado que só.

É assim que a vida gasta o tio da gente:

Fecha o olho dele

que é pra ver se ele vê

o oco do caminho, a zanga de existir.

Mas que inutilidade é essa?

eita tio que pesca mas num cisma,

tio que nada.

E olha a hora,

E olha a onda:

Lá se vai o meu desejo

De sujeito e predicado.

Que esse tio fisgou foi forte,

Arrancou meu verbo

Com seu olho fechado

Seu anzol de Morfeu.

Então, boa noite, ué.

Que eu vou dormir sangrando na boca.

Olha só pro mundo

Olha só pro mundo

Veja se você gosta

Acordar e não abrir janela é afago na morte

Eu preciso que chova nos meus livros

Senão me seco

Olha só pro mundo

Veja se você se enxerga

Minha vida mofa toalhas azulejos panelas

É preciso cultivar essas evidências

Senão desisto

Olha só pro mundo

Veja se você se encontra

Minha rota não se faz com direção

Só preciso de uma nuvem e um borrão

Senão me apago

Olha só pro mundo

Veja se você se ajeita

Compro flores para mim por estratégia

Que eu preciso da verdade de uma pétala

Senão desboto

Olha só pro mundo

Veja se você se apressa

A única certeza não é mera frase feita

Eu preciso de trambiques e rompantes

Senão caduco

 

Último boletim

Dib Carneiro Neto

A protuberância incômoda

De meu baço bagaço

Compromete a nudez lucidez

De meu autoconhecimento

O fígado segue apodrecido

E regado por alto teor de tristeza

Enquanto a qualidade úmida

De minha autopiedade crônica

Encharca papagaios e artérias

E me debruço feito moça feia

Nos parapeitos retorcidos

De uma severa autocrítica

Depois amparo minha diverticulite

No despropósito deste terraço de hospital

Com todas as vertigens antibióticas

De meu galopante autoengano.

Por isso, senhoras e senhores,

No flashes, no questions.

 

Dib é jornalista, autor de teatro, crítico e poeta. Para teatro, escreveu Adivinhe Quem Vem para Rezar, Salmo 91 (Prêmio Shell 2008 de melhor autor), Crônica da Casa Assassinada, Depois Daquela Viagem, o ainda inédito Paraíso. Sou autor dos livros A Hortelã e a Folha de Uva e Pecinha É a Vovozinha, pela editora DBA. As peças Adivinhe Quem Vem para Rezar e Salmo 91 saíram em livro pela Terceiro Nome. Mantem uma coluna de crítica de teatro infantil no site da revista Crescer (ed.Globo).

Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s