Dicas da Nanda Rovere

agora eu vou ficar bonita (2)

 

Agora eu vou ficar bonita, com Regina Braga e Celso Sim

O espetáculo mistura teatro e música para falar  da arte de envelhecer.

Em cena, poesias e músicas (sambas de raiz) que falam das alegrias, dores, esperanças, incertezas e medos doprocesso de envelhecimento

Roteiro: Dráuzio Varella e Regina Braga. Direção geral de Isabel Teixeira. A direção de arte de Simone Mina e a direção musical de Bia Paes Leme.

De 1/04 a 1/05. Teatro Sérgio Cardoso. Sexta às 21h30. Sab às 21h00. Dom às 18h00. Rua Rui Barbosa, 153.

https://www.facebook.com/Agora-Eu-Vou-Ficar-Bonita-1497800943845905/

tudo

Tudo no seu tempo

Só até o domingo de Páscoa

E se você pudesse viajar no tempo? E se, para salvar a sua vida e a de outras pessoas, você tivesse que se arriscar em outros tempos?

Na peça Tudo no seu tempo, viajar no tempo é possível, e necessário, senão três mulheres correm risco de assassinato.

Num quarto de hotel cinco estrelas, uma prostituta é contratada não para fazer sexo com o cliente, mas para assinar uma confissão.

Rubens (Joca Andreazza) mandou que o seu comparsa Juliano (Gustavo Trestini) matasse a primeira esposa, Jéssica (Bete Correia), a segunda mulher, Wanda, pois elas sabiam muito dos crimes que cometeram. Agora Kelly corre perigo.

Sem entender como, Kelly volta no tempo e encontra Wanda. Consegue convencê-la de que ambas estão correndo perigo e que viajou no tempo. Com muita perspicácia, essas mulheres conseguem salvar as próprias vidas e também a de Jéssica.

A tarefa não é fácil, mas o público acompanha todos os passos dos personagens através de cenas dinâmicas e inteligentes. Um vaudeville criativo, cheio de suspense e humor.

Tudo acontece no mesmo quarto, nos anos de 1996, 2016 e 2036. Será coincidência o intervalo de 20 anos entre as histórias? Bom, para ter essa resposta você precisa conferir o espetáculo. Se eu fosse você, olha, não perderia.

É preciso muito preparo para dar vida a situações onde a agilidade é essencial. O excelente elenco interpreta com desenvoltura os personagens. Humor e suspense estão nas doses certas.

A iluminação de Domingos Quintiliano é fundamental para a delimitação dos tempos e a trilha de Daniel Maia é que dá o tom de suspense.

Fiquem ligados porque só tem mais o próximo final de semana. Anunciaram prorrogação da temporada, mas o patrocinador não renovou o contrato. Uma pena. Esse espetáculo é ótimo e tem que continuar!

Também publicado no http://www.deolhonacena.com.br

Ficha Técnica

– Espetáculo: Tudo no Seu Tempo

– Texto: Alan Ayckbourn

– Tradução: Eduardo Muniz e Alexandre Tenório

– Direção: Eduardo Muniz

– Elenco: Cynthia Falabella, Joca Andreazza, Fernanda Couto, Gustavo Trestini,

Bete Correia e Edu Guimarães.

– Iluminação: Domingos Quintiliano

– Cenário: Chris Aizner

– Figurino: Alice Alves

– Música original e trilha sonora: Daniel Maia

– Programação visual: Marcelo cordeiro – Estúdio Bogari

– Direção de produção: Carlos Mamberti

– Produção executiva: Daniel Palmeira

– Coordenação financeira: Cleo Chaves

– Assessoria de Imprensa: Verbena Comunicação

– Realização: Geradora Teatral

Serviço

– Local: Teatro Jaraguá – Novotel Jaraguá

– Endereço: Rua Martins Fontes, 71 – Bela Vista – SP

– Tel.: (11) 3255-4380

– Dias / Horários: Sex. 21h30 | Sáb. 21hs | Dom. 19hs

– Quanto: R$ 50,00 (meia R$ 25,00)

– Duração: 105 min.

– Lotação: 265 lugares

– Classificação: 14 anos

– Bilheteria:

Ter. a Qui (16h00 às 19h00)

Sex. e Sáb. (a partir das 16h00)

Dom. (a partir das 15h00)

– Aceita todos os cartões de crédito e débito.

– Acesso universal

– Ar condicionado

– Estacionamento c/ manobrista: R$ 30,00

10922712_10204758136065503_757700131378239236_n

Para ir além do teatro:

Poeta e dramaturgo Cassio Junqueira

10931047_857638080944304_9036296976909229138_n

Só a pessoa sabe o que tem por dentro

Só a pessoa sabe o que tem por dentro

Eu tenho dentro de mim

dores do passado,

amores errados,

coisas que não sei…

alguns futuros,

acontecimentos meio duros,

coisas que voltam a machucar…

Eu tenho dentro de mim

um pedaço de mar da Bahia,

alguma alegria,

alguém pra amar…

Eu tenho dentro de mim

tanta insegurança,

coisas de criança,

cantigas de ninar.

Eu tenho dentro de mim

algumas paisagens,

algumas imagens (de sonho)

e alguma coragem

pra continuar.

 

O quase amor ou a paixão

Poeta no divã

Agora que só penso em boca.

Agora que só penso na carne tua.

E é na carne mesmo que penso…

É claro que penso no teu jeito, teu olhar, teu abraço.

Agora que se fecho os olhos sinto as tuas mãos no meu corpo.

Agora que amo ainda mais a lua…

Só a lua me distrai um pouco de ti.

Agora que não sou mais poeta;

roubaste os meus versos e me deste a vida!

Agora que me fiz meu, que me fiz teu.

Agora que sou teu porque me tomaste pra ti e eu consenti…

muito mais que isso.

Agora não há mais nada;

cada momento é nada

e a vida é tudo em cada momento.

Agora que não há mais pressentimento

porque há uma confiança absoluta, uma fé.

Agora que há só esta alegria sentida com dor…

por ser real,

mas que nunca deixa de ser alegria.

Agora que há só esta perdição, esta danação,

este vazio infinito: esta plenitude…

… e esta vontade de ficar.

Talvez não possamos ficar sempre aqui…

mas talvez possamos ficar aqui pra sempre…

Já temos pra onde voltar…

Não somos mais sozinhos.

 

Ando sozinho

Poeta no divã

Ando sozinho

feito um botão de rosa

no jardim

no inverno

na Rússia,

que eu nem sei como é.

Sei que ando sozinho

e procuro por algo

que às vezes esqueço,

que eu nunca encontro,

quando ando sozinho.

Vago, não sei se perdido

ou encontrado.

 

Mas sei que vou morrer;

eu me lembro.

Sei que tudo isso é passagem

e que nenhum mal é pra sempre

e nenhum bem também

não é.

Escrevo por impulso,

não sei por quê.

Escrevo sem saber

o que vai…

Não quero a rima pobre;

eu a recuso.

E o verso é sempre triste

porque só a tristeza…

não quero a outra rima.

 

E quando há alegria

ela se parece com a tristeza

e eu sigo confuso.

Deixa que um dia eu paro,

um dia eu acho

um caminho

que leve a algum lugar

que eu queira.

Aí eu vou

e nunca mais eu volto.

Ou talvez.

Quem sabe?

Uma dica é adquirir o CD Só a Pessoa Sabe o Que Tem por Dentro (13 Poemas de Cassio Junqueira interpretados por Cássio Scapin, intercalados por músicas na voz da cantora Célia)

Com levadas que vão do tango moderno à bossa nova, passando pela embolada, pelo samba, pelo blues e pela balada romântica, com composições de Irineu de PalmiraZé de RibaNatan Marques e Edmilson Capelupi, o CD conta com a produção de Thiago Marques Luiz e com a direção musical de Rovilson Pascoal.

Tive a oportunidade de prestigiar o show de lançamento e foi excelente.

 

Para saber detalhes da carreira do artista :

http://www.cassiojunqueira.com.br/

http://www.tratore.com.br/um_cd.php?id=7057

rosa viva 1

No site Memória Roda Viva é possível ler na íntegra os programas que ocupam as noites das segundas (às 22h00) na TV Cultura.

Vou indicar alguns programas de cultura, que é a minha área, mas já passaram por lá inúmeras personalidades de profissões e que atuam em diferentes setores de nossa sociedade.

https://www.facebook.com/rodaviva

¨Desde 1986, quando a democracia engatinhava após o regime militar, a emissora abriu um espaço plural para a apresentação de ideias, conceitos e análises sobre temas de interesse da população, num espaço raro na televisão para a reflexão não só da realidade brasileira e mundial, como do próprio jornalismo e dos jornalistas¨.

CiênciasCulturaEconomiaEsportePolítica

borghi

Renato Borghi

4/5/1998

Um dos fundadores do Teatro Oficina, o ator, com 40 anos de carreira, diz que, em tempos de globalização, o teatro ainda pode interferir na sociedade de forma a melhorar o homem

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/571/entrevistados/renato_borghi_1998.htm

antunes

Antunes Filho

Um dos mais importantes diretores do teatro brasileiro, Antunes reafirma a importância da dedicação à formação de jovens atores e da divulgação do teatro não-comercial

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/356/entrevistados/antunes_filho_1989.htm (1989)

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/148/entrevistados/antunes_filho_1999.htm (1999)

nobrega

Antonio Nóbrega (1996)

Músico, ator, cantador e bailarino, Nóbrega pesquisa e trabalha com o universo da cultura popular desde a década de 1970

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/3/entrevistados/antonio_nobrega_1996.htm

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/157/entrevistados/antonio_nobrega_2004.htm (2004)

 

Arrelia

4/1/1993

“Falta a gargalhada. A criança não ri”. Com essa crítica à TV moderna, Arrelia conta sua trajetória, do picadeiro aos estúdios da televisão, e fala da sua luta para manter a tradição circense

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/325/entrevistados/arrelia_1993.htm

 

Barbara Heliodora

O texto objetivo, baseado em argumentos consistentes, e a sólida formação na área literária e teatral, fizeram de Bárbara Heliodora uma das críticas mais temidas e respeitadas do teatro brasileiro

1993

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/229/entrevistados/barbara_heliodora_1993.htm

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/729/entrevistados/barbara_heliodora_1998.htm (1998)

 

Caetano Veloso (1996) 23/9/1996

Um dos mais importantes artistas brasileiros, o cantor e compositor fala de seus desejos em relação ao país, lembra com tristeza do exílio em Londres e expressa opiniões sobre muitas e diferentes questões

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/440/entrevistados/caetano_veloso_1996.htm

guarnieri

Gianfrancesco Guarnieri (1991) 5/8/1991

O ator e dramaturgo, nascido na Itália, falou de sua intimidade precoce com as artes e a política

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/149/entrevistados/gianfrancesco_guarnieri_1991.htm

 

Herbert de Souza (Betinho) (1992) 6/1/1992

O sociólogo, que fez de sua vida um pleito contra o sofrimento e poderoso instrumento de solidariedade, relata fatos de sua vida e de sua luta por maior dignidade para crianças e excluídos

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/494/entrevistados/herbert_de_souza_betinho_1992.htm

1996

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/363/entrevistados/herbert_de_souza_betinho_1996.htm

 

José Saramago

7/9/1992

José Saramago é o escritor português contemporâneo mais conhecido no Brasil e no mundo. Além da literatura, ele é famoso, também, por sua incansável militância política

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/10/entrevistados/jose_saramago_1992.htm

 

José Wilker

21/10/1996

Ao lançar livro de crônicas sobre cinema e às vésperas de estrear no filme Guerra de Canudos, Wilker conta sua experiência nos palcos, na TV e no cinema

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/69/entrevistados/jose_wilker_1996.htm

 

Lygia Fagundes Telles

7/10/1996

A escritora relembra sua trajetória e comenta temas como a presença feminina na literatura e a vida cultural brasileira

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/101/entrevistados/lygia_fagundes_telles_1996.htm

 

Oscar Niemeyer

12/7/1997

Niemeyer ficou mundialmente conhecido pela ousadia inovadora de sua arquitetura cheia de curvas. Os prédios que abrigam o governo federal brasileiro são apenas alguns exemplos de sua vasta produção

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/8/entrevistados/oscar_niemeyer_1997.htm

 

Paulo Autran

4/5/1987

O teatro trabalha a imaginação e faz uso dos mais variados recursos para estar em constante progresso, diz o ator ao narrar sua trajetória, revelando toda uma vida devotada à paixão pelos palcos

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/281/entrevistados/paulo_autran_1987.htm

Paulo Autran e Tônia Carrero (1990) 14/5/1990

Em 1990 os atores comemoravam 40 anos de teatro. O programa foi reexibido, como edição especial, em 2005

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/103/entrevistados/paulo_autran_e_tonia_carrero_1990.htm

 

Raul Cortez

10/8/1987

Parte da geração mais importante do teatro brasileiro, o ator recorda fatos marcantes de sua carreira, comenta aspectos inusitados da fama e mostra desânimo com a situação econômica e política do país.

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/438/entrevistados/raul_cortez_1987.htm

 

Sebastião Salgado

17/4/2000

Um dos mais importantes fotógrafos documentaristas da atualidade fala de seu último livro Êxodos e de seu trabalho engajado

http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/394/entrevistados/sebastiao_salgado_2000.htm

 

Essas são apenas alguns dentre muitas outras excelentes entrevistas.

roda viva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s