A MITsp – MOSTRA INTERNACIONAL DE TEATRO DE SÃO PAULO FAZ SUA QUARTA EDIÇÃO

A MITsp – MOSTRA INTERNACIONAL DE TEATRO DE SÃO PAULO FAZ SUA QUARTA EDIÇÃO

 

A Mostra teve a abertura no dia 14 de março no Theatro Municipal de São Paulo e se estende até o dia 21. Nessa nova edição são 31 sessões, de 10 espetáculos,

dos quais sete são internacionais e três nacionais, de seis países diferentes, além de uma extensa programação reflexiva e pedagógica

image003

Figura 1 - Cena do espetáculo belga “Avante, Marche!” que abre a quarta edição da MITsp no Theatro Municipal de São Paulo

A MITsp – Mostra Internacional de Teatro de São Paulo tem programada sua quarta edição, que segue até 21 de março de 2017 na cidade de São Paulo. Serão 10 espetáculos de países como Alemanha, Chile, Líbano, Bélgica, África do Sul e Brasil, que acontecerão em vários locais da cidade, como o Theatro Municipal de São Paulo – onde será realizada a abertura da programação.

Avante, marche! Fotos Phile Deprez (7)net

Avante, Marchel! Foto Phile Deprez

Os diretores belgas Alain Platel e Frank Van Laecke, juntamente com o compositor Steven Prengels, da companhia les ballets C de la B, fazem em “Avante, Marche!” (En Avant, Marche!) uma fusão de música, dança, teatro e performance, em um espetáculo cenicamente bastante impactante. A companhia é uma das mais importantes da dança no mundo e abre a quarta edição da MITsp no Teatro Municipal de São Paulo, no dia 14 de março. A escolha desse espetáculo para a abertura reflete o caráter híbrido e expandido da mostra desde a sua primeira edição.

“Avante, Marche!” é um espetáculo que fala da vida de um coletivo de indivíduos a partir de uma orquestra de metais, todos eles muito diferentes entre si, e que buscam manter-se num único e distinto andamento, por vezes, pelo método de tentativa e erro – uma metáfora para nosso tempo. No palco, quatro atores e sete músicos serão acompanhados por 18 instrumentistas brasileiros, sob direção do maestro Carlos Moreno. Alain Platel põe no palco música dos séculos XIX e XX, de Ludwig Van Beethoven, Giuseppe Verdi, Gustav Mahler, entre outros, para contar a história de um trombonista que, por conta de sua doença, precisa se despedir de seu instrumento musical e se recolher para as fileiras de trás da banda, munido de dois címbalos. Lá no fundo da orquestra, há a possibilidade latente de um novo amor. Mas ele rejeita: o amor traz muitas reminiscências da vida. “Avante, Marche!” encena a partida de um membro de um grupo, o que suscita uma ideia que às vezes nos atrevemos a imaginar: a do nosso próprio funeral. Trata-se de uma fantasia cênico-musical, focada no espaço vazio que deixamos para trás, o desejo de ser visto e considerado pela comunidade, ser reconhecido e honrado.

 

 

Coordenadora de Comunicação

MITsp – Mostra Internacional de Teatro de São Paulo

Márcia Marques

Email: canal.aberto@uol.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s